sicnot

Perfil

Desporto

João Sousa eliminado nos quartos do torneio de ténis de São Petersburgo

O tenista português João Sousa, oitavo cabeça de série, foi eliminado esta sexta-feira nos quartos-de-final do torneio de São Petersburgo, ao perder em três sets com o espanhol Roberto Bautista Agut, quatro pré-designado da prova russa.

Sousa, 34.º classificado do ranking mundial e número um português, venceu o primeiro parcial por 6-2, mas foi incapaz de contrariar Agut nos dois seguintes, perdendo de forma inequívoca, por 6-1 e 6-2, após uma hora 40 minutos de encontro.

Com a derrota sofrida esta sexta-feira na Rússia, Sousa passou a deter um saldo de duas vitórias e duas derrotas no circuito ATP frente a Agut, número 16 do mundo, que venceu os dois últimos confrontos com o tenista português, ambos este ano.

Nas meias-finais, o espanhol vai defrontar o vencedor do encontro entre o suíço Stan Wawrinka, primeiro favorito, e o sérvio Viktor Troicki, sétimo cabeça de série, que eliminou o português Gastão Elias logo da ronda inaugural.

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras