sicnot

Perfil

Desporto

Justiça espanhola reabre processo contra Neymar por corrupção e fraude

A justiça espanhola reabriu esta sexta-feira o processo contra o futebolista brasileiro Neymar, indiciado dos crimes de corrupção e fraude no processo interposto pelo fundo de investimento DIS, que detinha parte dos direitos económicos do avançado do FC Barcelona.

Em julho, o juiz da Audiência Nacional de Madrid titular do processo considerou que a conduta de Neymar denunciada pelo fundo de investimento poderá ter repercussão "desportiva, ética e disciplinar", mas sem enquadramento nos crimes de corrupção e fraude.

No entanto, a Procuradoria espanhola decidiu recorrer com base no conhecimento que o jogador e o pai teriam das irregularidades, recurso que foi agora deferido.

Além de Neymar, o DIS acusou mais nove pessoas de estarem envolvidas no processo, entre as quais o pai e a mãe do futebolista brasileiro, o atual presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, e o seu antecessor, Sandro Rosell.

A justiça espanhola decidiu investigar a queixa apresentada pelo fundo de investimento, que detinha parte dos direitos de Neymar e que se considera lesado no processo de transferência do internacional brasileiro do Santos para o Barcelona.

O Barcelona, bicampeão espanhol, anunciou que a transferência do avançado brasileiro, realizada em maio de 2013, custou 57,1 ME, mas depois de uma investigação da justiça espanhola admitiu que a operação ascendeu, pelo menos, a 83,3 ME.

O fundo de investimento brasileiro, que detinha 40% dos direitos de Neymar, argumenta que lhe cabe uma parte da diferença entre o valor inicialmente declarado e o valor real que o Barcelona assumiu posteriormente, acusando os intervenientes de fraude e corrupção.

Lusa

  • Incêndios causaram 76 feridos no espaço de uma semana
    0:34

    País

    No espaço de uma semana, 76 pessoas ficaram feridas, incluindo seis com gravidade, durante os incêndios florestais. Na conferência de imprensa desta tarde, a Proteção Civil explicou que há cinco planos municipais de emergência ativos por causa das chamas.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.