sicnot

Perfil

Desporto

Justiça espanhola reabre processo contra Neymar por corrupção e fraude

A justiça espanhola reabriu esta sexta-feira o processo contra o futebolista brasileiro Neymar, indiciado dos crimes de corrupção e fraude no processo interposto pelo fundo de investimento DIS, que detinha parte dos direitos económicos do avançado do FC Barcelona.

Em julho, o juiz da Audiência Nacional de Madrid titular do processo considerou que a conduta de Neymar denunciada pelo fundo de investimento poderá ter repercussão "desportiva, ética e disciplinar", mas sem enquadramento nos crimes de corrupção e fraude.

No entanto, a Procuradoria espanhola decidiu recorrer com base no conhecimento que o jogador e o pai teriam das irregularidades, recurso que foi agora deferido.

Além de Neymar, o DIS acusou mais nove pessoas de estarem envolvidas no processo, entre as quais o pai e a mãe do futebolista brasileiro, o atual presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, e o seu antecessor, Sandro Rosell.

A justiça espanhola decidiu investigar a queixa apresentada pelo fundo de investimento, que detinha parte dos direitos de Neymar e que se considera lesado no processo de transferência do internacional brasileiro do Santos para o Barcelona.

O Barcelona, bicampeão espanhol, anunciou que a transferência do avançado brasileiro, realizada em maio de 2013, custou 57,1 ME, mas depois de uma investigação da justiça espanhola admitiu que a operação ascendeu, pelo menos, a 83,3 ME.

O fundo de investimento brasileiro, que detinha 40% dos direitos de Neymar, argumenta que lhe cabe uma parte da diferença entre o valor inicialmente declarado e o valor real que o Barcelona assumiu posteriormente, acusando os intervenientes de fraude e corrupção.

Lusa

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.