sicnot

Perfil

Desporto

Nelson Évora separa-se do treinador João Ganço

Nelson Évora

© Ivan Alvarado / Reuters

Nelson Évora e o treinador João Ganço terminaram a sua ligação, anunciou hoje o atleta, campeão olímpico do triplo salto em 2008 e campeão mundial em 2007.

"Gostaria de partilhar com todos que na próxima época desportiva já não serei treinado pelo professor João Ganço. Foram 25 anos vividos lado a lado, com um percurso recheado de grandes vitórias", lê-se no comunicado de Nelson Évora.

A separação entre Nelson Évora e João Ganço acontece depois de o atleta do Benfica, de 32 anos, ter sido sexto classificado no concurso de triplo nos Jogos Olímpicos Rio2016, disputados em agosto.

"Tenho a certeza de que a dupla Évora/Ganço ficará na história do atletismo e do desporto português. Quero também agradecer profundamente ao professor Ganço toda a dedicação, entrega e companheirismo, em todos os momentos da minha (e nossa) carreira. Novos voos virão, mas a admiração e amizade permanecerá", conclui o atleta.

Nelson Évora, recordista nacional do triplo salto (17,74 metros), não especifica os motivos da separação do seu treinador de sempre nem indica com quem vai trabalhar no futuro.

Lusa

  • Nelson Évora: de Odivelas aos Jogos Olímpicos - Parte I
    22:37

    Rio 2016

    Entre imagens do passado e a evocação das Olimpíadas, a SIC acompanhou Nelson Évora no seu quotidiano. A dureza dos treinos, o esforço constante da auto-superação, a tensão nas competições e a convivência à distância com a mãe e os amigos são alguns dos momentos deste documentário em duas partes e que percorre o caminho de Odivelas até aos Jogos Olímpicos.

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.