sicnot

Perfil

Desporto

Nelson Évora separa-se do treinador João Ganço

Nelson Évora

© Ivan Alvarado / Reuters

Nelson Évora e o treinador João Ganço terminaram a sua ligação, anunciou hoje o atleta, campeão olímpico do triplo salto em 2008 e campeão mundial em 2007.

"Gostaria de partilhar com todos que na próxima época desportiva já não serei treinado pelo professor João Ganço. Foram 25 anos vividos lado a lado, com um percurso recheado de grandes vitórias", lê-se no comunicado de Nelson Évora.

A separação entre Nelson Évora e João Ganço acontece depois de o atleta do Benfica, de 32 anos, ter sido sexto classificado no concurso de triplo nos Jogos Olímpicos Rio2016, disputados em agosto.

"Tenho a certeza de que a dupla Évora/Ganço ficará na história do atletismo e do desporto português. Quero também agradecer profundamente ao professor Ganço toda a dedicação, entrega e companheirismo, em todos os momentos da minha (e nossa) carreira. Novos voos virão, mas a admiração e amizade permanecerá", conclui o atleta.

Nelson Évora, recordista nacional do triplo salto (17,74 metros), não especifica os motivos da separação do seu treinador de sempre nem indica com quem vai trabalhar no futuro.

Lusa

  • Nelson Évora: de Odivelas aos Jogos Olímpicos - Parte I
    22:37

    Rio 2016

    Entre imagens do passado e a evocação das Olimpíadas, a SIC acompanhou Nelson Évora no seu quotidiano. A dureza dos treinos, o esforço constante da auto-superação, a tensão nas competições e a convivência à distância com a mãe e os amigos são alguns dos momentos deste documentário em duas partes e que percorre o caminho de Odivelas até aos Jogos Olímpicos.

  • Incêndios causaram 76 feridos no espaço de uma semana
    0:34

    País

    No espaço de uma semana, 76 pessoas ficaram feridas, incluindo seis com gravidade, durante os incêndios florestais. Na conferência de imprensa desta tarde, a Proteção Civil explicou que há cinco planos municipais de emergência ativos por causa das chamas.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.