sicnot

Perfil

Desporto

Arnold Palmer morreu enquanto aguardava cirurgia cardíaca

Reuters

A lenda norte-americana do golfe Arnold Palmer morreu hoje aos 87 anos, num hospital em Pittsburgh, na Pensilvânia, quando aguardava uma cirurgia cardíaca, informou o sítio oficial de internet do antigo jogador.

Arnold Palmer "estava num hospital em Pittsburgh à espera de uma cirurgia cardíaca, quando o seu estado piorou", lê-se.

A morte de Palmer originou várias homenagens de golfistas, como a do norte-americano Tiger Woods, que agradeceu a amizade do antigo jogador através da sua conta na rede social Twitter: "Obrigada Arnold pela sua amizade, conselhos e pelas gargalhadas".

O norte-irlandês Rory McIlroy, número um mundial, partilhou uma fotografia com Palmer, relembrando "os momentos especiais" que passou com o antigo jogador no Arnold Palmer's Bay Hill Club & Lodge, um resort de golfe situado na Florida.

"Um verdadeiro pioneiro no nosso desporto. Será sempre lembrado", acrescentou o número um mundial.

Barack Obama também não ficou indiferente e também partilhou uma fotografia com o ex-jogador na sua conta oficial de Twitter. "Aqui está o rei que era extraordinário nos links e generoso com os outros. Obrigado pelas memórias, Arnold", escreveu o presidente dos Estados Unidos.

A morte de Arnold Palmer foi anunciada pela revista especializada Golf Digest durante a madrugada de hoje, a que se seguiu pouco depois a reação de consternação da Associação de Golfe dos Estados Unidos (USGA).

"Estamos profundamente tristes com a morte de Arnold Palmer, o maior embaixador do golfe", expressou o organismo.

Ao longo da sua carreira, Palmer venceu sete torneios do 'Grand Slam', designadamente quatro vezes o Masters de Augusta, uma o US Open e duas o Open Britânico, num total de 93 torneios a nível internacional.

O último torneio do ex-jogador foi o Masters de Augusta de 2004, já com 75 anos. Até este ano, a tacada inaugural do 'major' norte-americano era dada por ele.

  • Voluntários portugueses rumam ao México com cães de salvamento
    1:59

    Mundo

    Nuno Vieira e Marco Saraiva são voluntários de Braga. Com os seus dois cães, "Koi" e "Yuki", formam uma equipa de resgate e partem esta noite para o México, para ajudar na busca e salvamento de vítimas do terramoto que abalou o país esta terça-feira. A equipa portuguesa faz parte de uma ONG espanhola.

  • Furacão Maria deixa rasto de destruição em Porto Rico
    1:16
  • Sabe onde fica a Nambia? Algures em África, segundo Trump

    Mundo

    "O sistema de saúde na Nambia é incrivelmente autossuficiente", declarou o Presidente dos Estados Unidos num discurso proferido num almoço com líderes africanos. No encontro, realizado esta quarta-feira à margem da 72.ª Assembleia-Geral da ONU, em Nova Iorque, Donald Trump repetiu o erro. Os utilizadores das redes sociais não perdoaram mais este "lapso" do chefe de Estado norte-americano.

  • DGS garante que não há perigo de dengue
    2:09
  • Episódio da Abelha Maia censurado por queixas de obscenidade

    Cultura

    A plataforma digital Netflix viu-se obrigada a retirar um episódio da Abelha Maia depois das queixas de pais norte-americanos por causa de um "desenho obsceno", em forma de pénis. Aparentemente, terá sido só removido para quem acede nos EUA dado que, ao que a SIC pôde constatar, a partir de Portugal o episódio 35 está disponível.

  • Yoko Ono obriga limonada "John Lemon" a mudar de nome

    Cultura

    A viúva do Beatle John Lennon ameaçou processar uma empresa de bebidas polaca por causa da limonada "John Lemon". Yoko Ono não terá gostado do trocadilho entre Lennon e Lemon (limão, em inglês) e quer ver toda e qualquer garrafa com este rótulo retirada do mercado.

  • Restaurante em prisão na Colômbia serve comida confecionada por detidas
    1:04