sicnot

Perfil

Desporto

Serge Aurier condenado a dois meses de prisão por agredir polícia

Reuters

O futebolista Serge Aurier, do Paris Saint-Germain, foi esta segunda-feira condenado a dois meses de prisão por agredir um polícia, uma decisão da qual o advogado do jogador admitiu recorrer para evitar prisão imediata.

Em maio, o lateral esquerdo, de 23 anos, envolveu-se num conflito com um polícia, à saída de uma discoteca no centro de Paris.

Os agentes afirmaram que, quando o interceptaram, o jogador recusou-se a parar o carro que conduzia e quando foi obrigado a sair do veículo foi violento, atacando um deles com o cotovelo. Aurier confirmou que houve um conflito com um dos agentes, mas que foi atacado em primeiro lugar.

Além da +pena de prisão, o Tribunal de Paris condenou ainda o internacional do Costa do Marfim a pagar 600 euros por perdas e danos e 1.500 euros de custas judiciais.

No entanto, o tribunal não impôs qualquer ordem de prisão imediata permitindo que Aurier permaneça em liberdade se apresentar recurso, facto que o advogado do jogador confirmou.

Desta forma, o defesa poderá jogar pelo PSG, na partida de quarta- feira, contra o Ludogorets, na Bulgária, a contar para a fase de grupos da Liga dos Campeões.

  • "Vai ser uma batalha forte e dura"
    2:51
  • A tática dos 3 Rs de Carlos Queiroz
    1:58
  • "Isto é a demagogia à solta"
    0:45

    Opinião

    Quem o diz é Luís Marques Mendes a propósito da aprovação esta semana da lei do CDS-PP que elimina o adicional do imposto sobre os combustíveis. O comentador da SIC critica a oposição por ter levado a votação uma lei inconstitucional e acusa ainda os parceiros de Governo de deslealdade. 

    Luís Marques Mendes

  • Comandante da Proteção Civil confiante nos meios de combate aos incêndios
    1:56

    País

    Depois das falhas apontadas ao sistema de comunicações SIRESP durante os incêndios do ano passado, o cComandante operacional da Proteção Civil diz que não há meios de comunicação infalíveis. Duarte Costa acredita que este verão será mais calmo do que anterior e contabiliza já mais de 2000 incêndios desde maio que não foram notícia.

  • Líderes europeus assinalam progressos para alcançar acordo sobre migrações
    2:02