sicnot

Perfil

Desporto

Sam Allardyce deixa a seleção de Inglaterra após reportagem polémica

O treinador Sam Allardyce deixou esta terça-feira o posto de selecionador inglês, anunciou a Federação inglesa de futebol (FA), 24 horas depois da divulgação de uma reportagem em que este explicava a forma de contornar as regras de transferências.

"A FA pode confirmar que Sam Allardyce deixou o seu posto de 'manager' de Inglaterra", indica um breve comunicado daquele organismo.

O técnico, 61 anos, esteve apenas 67 dias em funções e dirigiu somente um encontro da seleção dos 'Três Leões', ao vencer a Eslováquia por 1-0, em setembro, no apuramento para a Mundial2018 na Rússia.

Sam Allardyce foi apanhado numa investigação de um jornal a dar conselhos sobre a forma de contornar as regras de transferências, tendo a notícia sido revelada na segunda-feira, o que levou a FA a analisar hoje o caso.

O técnico foi filmado secretamente por repórteres do jornal britânico Daily Telegraph, que se apresentaram como investidores asiáticos, e revelou formas de circundar os regulamentos de transferências da FA, nomeadamente a propriedade de passes de jogadores por parte de terceiros.

Durante o vídeo, Allardyce aceita viajar a Singapura e Hong Kong como embaixador da empresa fictícia, a troco de 400 mil libras (461 mil euros).

Allardyce criticou ainda o antigo selecionador inglês, Roy Hodgson, afirmando que foi "muito indeciso" na gestão do Euro2016, e que devia ter mandado "sentar e calar" Gary Neville, na altura treinador adjunto, assim como considerou "estúpido" gastar mil milhões de euros para reconstruir o Estádio de Wembley, em Londres.

Lusa

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31

    Grande Reportagem SIC

    Carlos Queiroz, ex-selecionador de Portugal, dá-nos uma entrevista forte e transparente. Entrevistámo-lo no Dubai, um lugar que a investigação da SIC coloca no centro do mapa do escândalo do GES/BES. Aqui antecipamos a Grande Reportagem da próxima semana.

    Exclusivo online