sicnot

Perfil

Desporto

Sam Allardyce deixa a seleção de Inglaterra após reportagem polémica

O treinador Sam Allardyce deixou esta terça-feira o posto de selecionador inglês, anunciou a Federação inglesa de futebol (FA), 24 horas depois da divulgação de uma reportagem em que este explicava a forma de contornar as regras de transferências.

"A FA pode confirmar que Sam Allardyce deixou o seu posto de 'manager' de Inglaterra", indica um breve comunicado daquele organismo.

O técnico, 61 anos, esteve apenas 67 dias em funções e dirigiu somente um encontro da seleção dos 'Três Leões', ao vencer a Eslováquia por 1-0, em setembro, no apuramento para a Mundial2018 na Rússia.

Sam Allardyce foi apanhado numa investigação de um jornal a dar conselhos sobre a forma de contornar as regras de transferências, tendo a notícia sido revelada na segunda-feira, o que levou a FA a analisar hoje o caso.

O técnico foi filmado secretamente por repórteres do jornal britânico Daily Telegraph, que se apresentaram como investidores asiáticos, e revelou formas de circundar os regulamentos de transferências da FA, nomeadamente a propriedade de passes de jogadores por parte de terceiros.

Durante o vídeo, Allardyce aceita viajar a Singapura e Hong Kong como embaixador da empresa fictícia, a troco de 400 mil libras (461 mil euros).

Allardyce criticou ainda o antigo selecionador inglês, Roy Hodgson, afirmando que foi "muito indeciso" na gestão do Euro2016, e que devia ter mandado "sentar e calar" Gary Neville, na altura treinador adjunto, assim como considerou "estúpido" gastar mil milhões de euros para reconstruir o Estádio de Wembley, em Londres.

Lusa

  • Pescador desaparecido no rio Minho, em Alvaredo, Melgaço

    País

    O pescador desapareceu na noite deste sábado no rio Minho, em Alvaredo, no concelho de Melgaço, distrito de Viana do Castelo. Segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil estão envolvidos nas buscas 15 operacionais e quatro viaturas.

  • Portugal vai testar capacidade de resposta a ciberataque
    0:22

    País

    O exercício está marcado para os dias 09 e 10 de maio e é o primeiro a nível nacional a testar um ciberataque em Portugal. O teste é organizado pelo Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS) para apurar "o "grau de preparação" das várias entidades públicas e privadas, mas já conclusões a ter em conta. Segundo o coordenador do CNCS, Pedro Veiga confirma-se tendência para os ataques serem cada vez mais sofisticados e é preciso alertar a população para o que publicam na internet e se pode colocar em risco a privacidade e a segurança.

  • Mont-Saint-Michel evacuado "por precaução"

    Mundo

    O monumento do Monte Saint-Michel, no oeste de França, foi evacuado hoje de manhã "por precaução", tendo sido retirados os turistas e habitantes devido à presença de um suspeito que ameaçou as forças da ordem, anunciou a polícia francesa.

  • As suspeitas que recaem sobre Ricardo Salgado e Manuel Pinho
    2:00