sicnot

Perfil

Desporto

Sam Allardyce deixa a seleção de Inglaterra após reportagem polémica

O treinador Sam Allardyce deixou esta terça-feira o posto de selecionador inglês, anunciou a Federação inglesa de futebol (FA), 24 horas depois da divulgação de uma reportagem em que este explicava a forma de contornar as regras de transferências.

"A FA pode confirmar que Sam Allardyce deixou o seu posto de 'manager' de Inglaterra", indica um breve comunicado daquele organismo.

O técnico, 61 anos, esteve apenas 67 dias em funções e dirigiu somente um encontro da seleção dos 'Três Leões', ao vencer a Eslováquia por 1-0, em setembro, no apuramento para a Mundial2018 na Rússia.

Sam Allardyce foi apanhado numa investigação de um jornal a dar conselhos sobre a forma de contornar as regras de transferências, tendo a notícia sido revelada na segunda-feira, o que levou a FA a analisar hoje o caso.

O técnico foi filmado secretamente por repórteres do jornal britânico Daily Telegraph, que se apresentaram como investidores asiáticos, e revelou formas de circundar os regulamentos de transferências da FA, nomeadamente a propriedade de passes de jogadores por parte de terceiros.

Durante o vídeo, Allardyce aceita viajar a Singapura e Hong Kong como embaixador da empresa fictícia, a troco de 400 mil libras (461 mil euros).

Allardyce criticou ainda o antigo selecionador inglês, Roy Hodgson, afirmando que foi "muito indeciso" na gestão do Euro2016, e que devia ter mandado "sentar e calar" Gary Neville, na altura treinador adjunto, assim como considerou "estúpido" gastar mil milhões de euros para reconstruir o Estádio de Wembley, em Londres.

Lusa

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.