sicnot

Perfil

Desporto

Clubes portugueses vão receber fundo de solidariedade da UEFA

Cada clube das ligas profissionais de futebol que em 2015/16 não participou nas fases de grupos das competições europeias vai receber 124 mil euros do fundo de solidariedade da UEFA.

Fonte oficial da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) disse hoje à agência Lusa que o valor total remetido à Liga de clubes para distribuir por 33 emblemas ascende a 4,1 milhões de euros.

A verba representa mais de o triplo do valor pago na anterior época (2014/15), com a UEFA a destinar então 1.338,551 euros para os clubes, comparativamente aos 4.119,950 euros de agora, o que significa um acréscimo de 207%.

Este fundo de solidariedade da UEFA, destinado ao investimento na formação dos clubes, é proveniente das receitas das Ligas dos Campeões e Liga Europa, as duas competições de clubes do organismo que gere o futebol europeu.

Entre os clubes que irão receber a verba estão 14 equipas da I Liga -- nas quais não se incluem os 'europeus' Benfica, FC Porto, Sporting e Sporting de Braga -- e 19 equipas da II Liga, com exceção das equipas B.

Nas contas da I Liga de 2015/16 entram Boavista, Tondela, Nacional, Estoril-Praia, Paços de Ferreira, Arouca, Marítimo, Moreirense, Rio Ave, Vitória de Setúbal, Vitória de Guimarães, União da Madeira e Académica. (Retira o Belenenses).

Da II Liga da época passada irão receber a verba Chaves, Feirense, Académico de Viseu, Atlético, Desportivo das Aves, Oriental, Penafiel, Gil Vicente, Leixões, Portimonense, Santa Clara, Freamunde, Sporting da Covilhã, Farense, Olhanense, Oliveirense, Famalicão, Mafra e Varzim.

Lusa

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.