sicnot

Perfil

Desporto

Comissão antiviolência espanhola multa seis adeptos do Sporting por desacatos

JuanJo Martin

A Comissão Antiviolência de Espanha pretende multar seis adeptos do Sporting por distúrbios perpetrados em Madrid, há duas semanas, em jogo da Liga dos Campeões de futebol frente ao Real.

Segundo informou o Conselho Superior de Desportos (CSD) espanhol, que também se propõe multar o Real Madrid, entre os adeptos só os portugueses serão penalizados, todos por desacatos e vários "com claros sintomas de embriaguez".

Os adeptos são acusados de utilização de material pirotécnico e de fumos, arremesso de cerveja a um agente policial, agressão a um adepto 'merengue' e rixa.

Em causa multas pecuniárias de 1.500 a 3.001 euros e proibição de frequentar recintos desportivos entre três a seis meses.

O Real Madrid deverá pagar 3.001 euros por deficiências nas medidas de controlo de acesso e permanência de adeptos.

O Real Madrid venceu por 2-1, com a reviravolta já nos últimos minutos, na primeira jornada da Liga dos Campeões.

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras