sicnot

Perfil

Desporto

Sporting em Guimarães, FC Porto na Madeira e Benfica na Luz

JOS\303\211 COELHO

O Benfica recebe no domingo o Feirense, para defender a liderança do campeonato de futebol. Mas atenções também se viram para a visita que se adivinha difícil do Sporting a Guimarães, este sábado. Veja aqui o programa da 7ª jornada da I Liga.

Sexta-feira, 30 set:
Tondela - Paços de Ferreira, 20:30 (Sport TV)

Sábado, 1 out:
Rio Ave - Estoril-Praia, 11:45 (Sport TV)
Desportivo de Chaves - Belenenses, 16:00 (Sport TV)
Vitória de Guimarães - Sporting, 18:15 (Sport TV)
Nacional - FC Porto, 20:30 (Sport TV)

Domingo, 2 out:
Benfica - Feirense, 16:00 (BTV)
Vitória de Setúbal - Marítimo, 16:00 (Sport TV)
Boavista - Moreirense, 18:00 (Sport TV)
Arouca - Sporting de Braga, 20:15 (Sport TV)

Na I Liga disputa-se a sétima jornada, com o tricampeão a querer segurar em casa a liderança, depois de uma noite europeia má, em que saiu goleado de Nápoles (4-2), na segunda jornada da Liga dos Campeões.

Com ausências importantes no plantel, entre as quais a do goleador Jonas, a mais significativa, o Benfica parece não ter encontrado a sua melhor equipa, pese embora seguir na frente do campeonato, com mais um ponto do que o Sporting.

Frente ao Feirense, os encarnados estão obrigados a ganhar, um dia depois de o Sporting ter exame difícil na visita ao Vitória de Guimarães, num terreno em que não vence para o campeonato há duas épocas.

No último ano, a equipa de Jorge Jesus não conseguiu mais do que um nulo à 24.ª jornada, pouco antes de receber o Benfica (com o qual perderia), o que se revelou crucial para a mudança de líder, com as 'águias' a conseguirem chegar ao comando.

Depois de vencer o Legia Varsóvia (2-0) para a Champions, Jesus quererá manter a equipa focada na Liga -- na qual soma cinco vitórias e uma derrota -, sob pena de não perder terreno para o rival.

O avançado holandês Bas Dost, substituto de Slimani, é uma das armas da equipa (quatro golos na I Liga), enquanto do outro lado está um Vitória de Guimarães bem instalado no quinto lugar e que esta época conta com Pedro Martins como treinador.

Também no sábado o FC Porto desloca-se ao campo do Nacional, num momento em que os dragões são uma incerteza, não pela derrota trazida de Leicester (1-0), mas pela inconstância que a equipa de Nuno Espírito Santo continua a demonstrar.

As vitórias claras frente a Guimarães, Boavista ou Rio Ave, contrastam com o nulo em Tondela ou a derrota em Alvalade, os terrenos em que o FC Porto perdeu pontos, deixando a equipa na terceira posição, a três pontos do Benfica.

O FC Porto enfrenta um Nacional situado no 12.º lugar e que só nas duas últimas jornadas conseguiu vencer e pontuar, mostrando sinais de recuperação, depois de vencer em casa o Marítimo (2-0) e fora o Feirense (3-0).

A jornada abre esta sexta-feira com a receção do Tondela (18.º e último) ao Paços de Ferreira (10.º), com os tondelenses (dois empates e quatro derrotas) a serem a única equipa que ainda não venceu na edição 2016/17 da I Liga.

No sábado, o Chaves, que sofreu a primeira derrota na sexta jornada, com o Benfica (2-0), recebe o Belenenses, com as duas equipas no sétimo lugar, e o Rio Ave (6.º) joga em Vila do Conde com o Estoril-Praia (17.º).

Entre as equipas situadas na parte inferior da tabela, destaque ainda para a receção do Boavista (17.º) ao Moreirense (15.º) e do Arouca (15.º) ao Sporting de Braga (4.º), em jogos a realizar no domingo.

No mesmo dia entram também em campo, no Bonfim, Vitória de Setúbal (11.º) e Marítimo (13.º), separados por dois pontos.

Com Lusa

  • Negócios do fogo
    22:00
  • "Não podemos gastar o dinheiro e depois os filhos e os netos é que pagam"
    2:05

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite, o reembolso antecipado ao FMI. O comentador da SIC defendeu que seria mais vantajoso se Portugal reembolsasse mais depressa, antes da subida das taxas de juro. Miguel Sousa Tavares considerou ainda que o reembolso da dívida é uma boa notícia, pois seria "desleal" deixar a dívida para "os filhos e os netos" pagarem.

    Miguel Sousa Tavares

  • Os efeitos da tempestade Ana em Portugal
    1:43
  • Porque têm as tempestades nomes?
    0:49

    País

    As tempestades passaram a ter um nome, partilhado pelos serviços de meteorologia de Portugal, França e Espanha. Nuno Moreira, chefe de divisão de previsão meteorológica do IPMA, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias para explicar que este método é também uma forma de sinalizar a dimensão das tempestades.

  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59

    Mundo

    A tempestade Ana não causou apenas estragos em Portugal, mas também na Galiza, com a queda de árvores e cheias nas zonas ribeirinhas. No norte da Europa, as baixas temperaturas provocaram fortes nevões e paralisaram a Grã-Bretanha, com voos cancelados, escolas fechadas e estradas cortadas.

  • "De repente ele estava em cima de mim a beijar-me e a apalpar-me"
    2:43