sicnot

Perfil

Desporto

Portugal perde bronze no Mundial de futsal para o Irão

Portugal desperdiçou este sábado uma vantagem de dois golos para perder a medalha de bronze no Mundial de futsal, na Colômbia, sendo derrotado pelo Irão, por 4-3, no desempate por penaltis, depois do 2-2 no tempo regulamentar.

Após o 0-0 ao intervalo, Cardinal, com dois golos no minuto 21, parecia abrir caminho para o triunfo luso, mas Afshin Kazemi (26), numa altura em que ambas as equipas jogavam reduzidas a três jogadores de campo, e Javid (36) fizeram o empate.

No desempate penaltis, Tiago Brito, André Coelho e João Matos falharam, e Portugal não conseguiu igualar o seu melhor resultado, o terceiro lugar alcançado no Mundial da Guatemala, em 2000.

Às 20:30, horas de Lisboa, Rússia e Argentina decidem o título de campeão do Mundo, em desafio que também se disputa em Cali.

Lusa

  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser "derrotada como todos os outros"

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • António Guterres, "o governante mais amado desde sempre em democracia"
    2:27

    País

    António Guterres foi distinguido com o grau de honoris causa pela Universidade de Lisboa. A cerimónia decorreu esta manhã e contou com a presença do Presidente da República e do primeiro-ministro. Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou que Guterres foi o governante mais amado da democracia portuguesa.