sicnot

Perfil

Desporto

Presidente do Sporting despede-se de "um cavalheiro"

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, definiu Mário Wilson, que morreu esta segunda-feira, como "um cavalheiro" que deixou a sua marca, quer como futebolista, quer como treinador, nos clubes pelos quais passou.

"Era reconhecidamente um cavalheiro que, como atleta e treinador, passou por inúmeros clubes deixando sempre a sua marca. Foi o que aconteceu também no Sporting onde, nas épocas de 1949/50 e 1950/51, contribuiu para a conquista de um título de campeão nacional", destacou o presidente 'leonino', na sua página no Facebook.

Considerando Mário Wilson como "uma figura de referência do futebol nacional", Bruno de Carvalho recordou a longa carreira como treinador do 'velho capitão', que alcançou o topo desempenhando o cargo de selecionador nacional.

"À família de Mário Wilson manifesto o meu profundo pesar e as mais sentidas condolências", concluiu.

Também o Sporting, no seu sítio oficial na Internet, manifestou "o mais profundo pesar pelo desaparecimento de Mário Wilson, figura incontornável e de referência do futebol português".

Lusa

  • Assembleia-geral do Sporting marcada para 23 de junho
    2:57
  • Congresso do PS começa hoje na Batalha

    País

    O 22.º Congresso do PS começa hoje, na Batalha, distrito de Leiria, e durante o qual o secretário-geral, António Costa, deverá defender uma linha de continuidade estratégica, procurando, em simultâneo, projetar desafios estruturais que se colocam ao país.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • Juiz impede acesso a informações bancárias e e-mails de António Mexia
    1:50

    País

    No inquérito crime que investiga a EDP, continua um braço de ferro entre o Ministério Público e o juiz de instrução. O magistrado voltou a negar o acesso a informações bancárias e a e-mails de António Mexia, que constavam dos processos da Operação Marquês e do universo Espírito Santo.

  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC