sicnot

Perfil

Desporto

Presidente do Sporting despede-se de "um cavalheiro"

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, definiu Mário Wilson, que morreu esta segunda-feira, como "um cavalheiro" que deixou a sua marca, quer como futebolista, quer como treinador, nos clubes pelos quais passou.

"Era reconhecidamente um cavalheiro que, como atleta e treinador, passou por inúmeros clubes deixando sempre a sua marca. Foi o que aconteceu também no Sporting onde, nas épocas de 1949/50 e 1950/51, contribuiu para a conquista de um título de campeão nacional", destacou o presidente 'leonino', na sua página no Facebook.

Considerando Mário Wilson como "uma figura de referência do futebol nacional", Bruno de Carvalho recordou a longa carreira como treinador do 'velho capitão', que alcançou o topo desempenhando o cargo de selecionador nacional.

"À família de Mário Wilson manifesto o meu profundo pesar e as mais sentidas condolências", concluiu.

Também o Sporting, no seu sítio oficial na Internet, manifestou "o mais profundo pesar pelo desaparecimento de Mário Wilson, figura incontornável e de referência do futebol português".

Lusa

  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.