sicnot

Perfil

Desporto

Triatleta Alistair Brownlee é o principal nome da sexta lista divulgada por hackers russos

O triatleta britânico Alistair Brownlee, bicampeão olímpico, é o principal nome presente na sexta lista de atletas que recorreram a substâncias proibidas para uso terapêutico, revelada esta segunda-feira pelo grupo hacker russo "Fancy Bears".

A ficha médica de Alistair Brownlee, campeão olímpico em Londres2012 e no Rio2016, indica que o triatleta teve autorização clínica para tomar três doses orais de Acetazolamida, conhecida comercialmente como Diamox, um diurético utilizado frequentemente no tratamento do glaucoma, mas que também é usado por alguns atletas como agente mascarante.

"Tive uma única isenção de uso terapêutico (TUE) na minha carreira, em outubro de 2013, para usar Diamox no tratamento da doença das alturas, enquanto subia o Kilimanjaro," explicou o britânico na sua conta no Twitter.

Alistair Brownlee é o principal nome da sexta lista publicada pelos piratas informáticos, que incluiu outros 19 desportistas.

A 13 de setembro, a AMA informou que um grupo de hackers, conhecido como 'Fancy Bears' ou 'Tsar Team', acedeu ilegalmente à base de dados do sistema de administração e gestão antidopagem (ADAMS) da agência, criado para seguir os controlos feitos aos atletas.

O ataque informático, que levou já o ministro dos Desportos da Rússia, Vitaly Mutko, a negar qualquer envolvimento do seu Governo, terá sido feito através de uma conta do Comité Olímpico Internacional (COI), criada a propósito dos Jogos Rio2016.

O grupo acedeu a informação de desportistas, incluindo a dados médicos confidenciais, tais como isenções de uso terapêutico (TUE) de medicamentos nos Jogos do Rio2016 autorizadas por federações internacionais e organizações nacionais antidopagem, de acordo com a AMA.

Da primeira lista de nomes constavam campeãs olímpicas dos Estados Unidos, como as tenistas Serena e Venus Williams e a ginasta Simone Biles, com a segunda a visar atletas britânicos, como Chris Froome ou Bradley Wiggins, a terceira a incluir a estrela maior da natação espanhola, Mireia Belmonte, e a quarta a ter o tenista Rafael Nadal e o fundista Mo Farah.

Após compilar dados, e de acordo com o diretor geral da AMA, Olivier Niggli, o organismo não tem dúvidas de que os ataques em curso constituem uma forma de retaliação contra a agência e o sistema antidopagem mundial devido ao relatório McLaren, divulgado a 18 de julho, que revelou a existência de um esquema de doping patrocinado por Moscovo.

Os TUE existem para permitir que atletas com problemas médicos reconhecidos, como a asma no caso do ciclista campeão olímpico Bradley Wiggins, e a hiperatividade no da ginasta multimedalhada no Rio2016 Simone Biles, possam tomar substâncias proibidas para competir ao mais alto nível.

Lusa

  • Vice-campeão olímpico de triatlo sente-se mal e corta meta com ajuda do irmão

    Desporto

    Os irmãos Brownlee conquistaram o ouro e a prata no triatlo dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e protagonizaram um momento único. O calor era muito na final de Cozumel, no México, e Jonathan Brownlee, na cabeça da corrida, sentiu-se mal a uns escassos 700 metros do final da prova. Alistair, campeão olímpico no Rio de Janeiro e irmão de Jonathan, seguia na segunda posição, quando se aprecebeu da indisposição do irmão, de imediato foi ter com ele e levou-o em braços até à meta.

  • A rara imagem de desportivismo que se tornou viral
    0:51

    Desporto

    Na última etapa do circuito mundial de triatlo no México, Jonny Brownlee, o atleta britânico que seguia em primeiro, ficou sem forças a 700 metros do fim da prova. Um assistente amparou-o mas o irmão Alistair, que vinha atrás, agarrou-o e conduzi-o até à meta. Abdicou do título para ajudar o irmão e ainda o atirou para que garantisse o 2º lugar na corrida. O momento tornou-se viral e, em poucas horas, foi partilhada por milhares de pessoas nas redes sociais.

  • Marcar cedo e resistir (ou como Portugal venceu Marrocos)

    Mundial 2018 / Portugal

    A seleção nacional alcançou hoje a primeira vitória no Mundial 2018, frente a Marrocos, em Moscovo. Cristiano Ronaldo (outra vez) marcou logo aos quatro minutos. Depois, Portugal pouco mais fez senão aguentar as investidas dos marroquinos, que ficam desde já afastados dos oitavos de final.

  • Fernando Santos dá um puxão de orelhas à equipa
    1:57
  • E vão quatro de Ronaldo
    1:58
  • Ronaldo, o motivador
    3:23
  • Os "memes" do desempenho de Cristiano Ronaldo frente a Marrocos
    1:25
  • Cristiano Ronaldo: o melhor do jogo, o melhor do Mundial, o melhor do mundo

    Mundial 2018 / Portugal

    Apesar da prestação de Rui Patrício na defesa da baliza lusa, Cristiano Ronaldo foi eleito o homem do jogo, pela segunda vez consecutiva, depois de marcar o golo que deu a vitória a Portugal frente a Marrocos. O capitão português ofereceu à equipa os três pontos essenciais para a eventual passagem aos oitavos de final. Mas Ronaldo não fica por aqui. Contas feitas, CR7 é o melhor marcador do Mundial (4 golos em 2 jogos) e já marcou 85 golos por Portugal, feito nunca antes alcançado nem por Eusébio nem por Pauleta. No auge dos 33 anos, há quem diga que Ronaldo "é como o vinho do Porto". Será que ainda vai chegar à marca dos 100? Parece que, para o CR7, nada é impossível.

  • Parecia que Rui Patrício tinha cola nas luvas
    5:40
  • Os momentos descontraídos dos jogadores que estão no Mundial
    1:54
  • Selecionador de Marrocos queixa-se da arbitragem
    1:41
  • Georgina Rodriguez assistiu ao jogo de Portugal e acenou a Ronaldo
    1:05
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49