sicnot

Perfil

Desporto

Andy Murray confessa ter sido vítima de perseguição

O tenista escocês Andy Murray, número dois mundial, disse esta terça-feira ter sido vítima de perseguição por uma funcionária de hotel, que entrou no seu quarto enquanto dormia, seguindo-o pelo menos em dois torneios.

O bicampeão olímpico e tricampeão do Grand Slam contou que acordou com a mulher sentada na sua cama, acariciando o seu braço.

"Entrou no meu quarto. Sentou-se ao meu lado. E começou a acariciar o meu braço, às 7:00, enquanto dormia", revelou Murray em entrevista à International Premier Tennis League.

O número dois do ténis mundial disse que foi alvo de perseguição em hotéis em Roterdão e Barcelona, onde estava hospedado.

"Não sei se é coisa de fã, mas acho um pouco exagerado o que aconteceu", rematou.

O escocês encontra-se em Pequim para disputar o Open da China, onde uma boa campanha pode encurtar a distância pontual para o sérvio Novak Djokovic, número um do mundo.

Lusa

  • Tiroteio na Florida foi o 18.º registado em meio escolar nos EUA desde janeiro
    1:25
  • Primeiro-ministro entrega veículos elétricos à Administração Pública
    1:46

    País

    O primeiro-ministro entregou esta terça-feira os primeiros 55 carros elétricos, de um total de 170, que vão ficar ao serviço de vários organismos da Administração Pública. António Costa e quatro ministros saíram da cerimónia, no Terminal de Cruzeiros em Lisboa, já ao volante das novas viaturas.

  • Quem é Elon Musk?
    9:42