sicnot

Perfil

Desporto

Bilhar do Sporting apresenta pedido de desculpas à Associação Retiro com História

O responsável do bilhar do Sporting de pool e de pool português apresentou hoje um pedido formal de desculpas, em nome pessoal e do clube lisboeta, à Associação Retiro com História, que Ricardo Simões tinha qualificado de "tasca".

Em causa está o palco escolhido pela Federação Portuguesa de Bilhar (FPB) para as finais da Supertaça de Portugal naquelas duas variantes, que Ricardo Simões disse não ter "condições mínimas para a realização de uma prova oficial", sustentando que "a expressão vulgar de tasca aplica-se na perfeição ao novo local da prova".

"Aproveito, aliás, para pedir formalmente desculpas, em meu nome e em nome do Sporting Clube de Portugal, à Associação Retiro com História por quaisquer ofensas ao seu bom nome e por quaisquer palavras que possam ter tido um cunho de negatividade", disse Ricardo Simões, em nota enviada à agência Lusa.

O responsável do clube lisboeta assinalou que as acusações à qualidade das instalações do Retiro com História são "contrárias à simpatia e amizade" que nutre pela associação, da qual assume ter sido, "muito orgulhosamente, atleta".

Ricardo Simões manteve que o Sporting vai jogar sob protesto as duas finais da Supertaça, marcadas para quarta-feira, e entrar com um pedido de indeminização nos serviços federativos pela alteração em cima da hora do local da prova, agendada inicialmente para 24 de setembro, no Snooker Clube Lisboa.

"Esse mesmo protesto nunca teve por origem o local para onde foram marcadas as referidas competições, mas em relação ao tempo usado para a desmarcação das datas anteriormente agendadas, cuja margem (48 horas) pode mesmo ser considerada ridícula", reforçou.

Em comunicado enviado à Lusa, a FPB refutou as acusações do Sporting relativas ao local escolhido para a realização da competição, sublinhando que a Associação Retiro com História acolhe provas do calendário oficial há sete anos sem qualquer queixa.

O organismo federativo acrescentou que os equipamentos desportivos daquela associação têm menos de um ano e são "dos melhores" para a prática de pool e pool português, assinalando que o Retiro com História é "o clube com mais atletas e equipas inscritas na FPB, todos eles a utilizarem essas instalações desportivas quando atuam na qualidade visitados".

O Snooker Clube Lisboa, que também tomou conhecimento da alteração dois dias antes da data inicialmente prevista, enviou na segunda-feira à federação um pedido de indemnização no valor de 3.500 euros, com base em despesas efetuadas para a realização do evento.

O Sporting, campeão nacional e vencedor da Taça de Portugal, defronta o Clube de Bilhar de São João da Madeira na variante de pool, medindo forças em pool português - disputado em mesas mais pequenas e no qual também se sagrou campeão - com a Académica, detentora da Taça de Portugal.

Lusa

  • Sessão solene no Parlamento e desfile popular nas celebrações do 25 de Abril

    País

    Os 43 anos da Revolução dos Cravos são hoje comemorados com a sessão solene no Parlamento e o tradicional desfile popular, tendo o Presidente da República escolhido o 25 de Abril para condecorar, a título póstumo, Francisco Sá Carneiro. A SIC Notícias acompanha esta manhã a sessão solene na Assembleia da República. Veja aqui em direto.

  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.