sicnot

Perfil

Desporto

Gijón condena e defende guarda-redes que insultou jornalista

O Sporting de Gijón condenou esta terça-feira os insultos do seu guarda-redes Iván Cuéllar a um jornalista, embora reconheça ao futebolista o direito de retificar uma notícia quanto ao seu alegado comportamento provocatório a adeptos do Deportivo.

"Condenamos as palavras e a forma como se expressou, mas por outro lado também lhe manifestamos o nosso total apoio quanto ao direito de réplica e retificação que lhe assiste", disse um conselheiro do clube.

Cuéllar insultou violentamente um jornalista por discordar de notícia publicada no meio digital em que trabalha, na Corunha, em que dizia que o futebolista teria provocado os adeptos ao sair do autocarro, quando, afinal, o seu olhar sério visava um adepto que estaria a ter um problema de saúde.

O dirigente lembrou que a reação do guarda-redes "não é o livro de estilo do Gijón" e lamentou os "danos de imagem" que o clube sofreu, revelando que já houve uma conversa com o atleta quanto ao facto.

Lusa

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47