sicnot

Perfil

Desporto

Greg Clarke explica no Parlamento britânico alegada corrupção no futebol inglês

O presidente da Federação Inglesa de Futebol (FA), Greg Clarke, vai ser ouvido no Parlamento britânico a 17 de outubro, na sequência da investigação jornalística do Daily Telegraph sobre alegados casos de corrupção no meio futebolístico inglês.

Da investigação do Daily Telegraph resultou o despedimento do selecionador Sam Allardyce, que foi filmado secretamente a revelar formas de circundar os regulamentos de transferências da FA, nomeadamente, a propriedade de passes de jogadores por parte de terceiros.

Além de Allardyce, várias figuras de proa do futebol britânico foram implicadas na investigação do jornal britânico, o que levou a Comissão de Cultura, Media e Desporto a anunciar esta terça-feira a convocação de Clarke para prestar esclarecimentos.

Também hoje, Wayne Rooney, capitão da seleção inglesa, apelou à união dos colegas de equipa para os próximos dois jogos no Grupo F europeu de qualificação para o Mundial2018, com Malta e Eslovénia, sob a orientação do treinador interino Gareth Southgate.

"Precisamos de continuar o caminho que levou à conquista de três pontos no último jogo (vitória na Eslováquia, por 1-0) e o outro lado do futebol não é algo que nos deva preocupar. Foi uma pena o que aconteceu e tenho a certeza que (Allardyce) o lamenta profundamente", afirmou Rooney.

Lusa

  • Aeroporto Cristiano Ronaldo? Nem todos os madeirenses estão de acordo
    2:21
  • Fatura da água a dobrar
    2:26

    Economia

    Desde o início do ano que a população de Celorico de Basto está a receber duas faturas da água para pagar. Tanto a Câmara como a Águas do Norte reclamam o direito a cobrar pelo serviço. Contactada pela SIC, a Entidade Reguladora esclarece que o município não pode emitir faturas e tem de devolver o dinheiro.

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43

    Daesh

    Há suspeitas de que o Daesh tenha criado uma vala comum com cerca de seis mil corpos a sul de Mossul, no Iraque. A área em redor estará minada. A revelação é de uma equipa de reportagem da televisão britânica Sky News.

  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.