sicnot

Perfil

Desporto

Portugal volta a treinar com Nani e Moutinho em dúvida

A seleção portuguesa de futebol continua hoje a preparar a dupla jornada com Andorra e Ilhas Faroé, de qualificação para o Mundial2018, com novo treino e com Nani e João Moutinho a estarem em dúvida.

Na terça-feira, os dois jogadores falharam o arranque dos treinos na Cidade do Futebol, em Oeiras, tendo apenas realizado trabalho específico de recuperação, enquanto os restantes 21 convocados do selecionador Fernando Santos treinaram em pleno no relvado.

A sessão está agendada para as 10:30, com os primeiros 15 minutos a serem abertos à comunicação social. Antes, às 10:00, um jogador falará aos jornalistas em conferência de imprensa.

Portugal defronta Andorra na próxima sexta-feira, em Aveiro, na segunda jornada do Grupo B, três dias antes de os campeões europeus visitarem as Ilhas Faroé.

Portugal iniciou a qualificação para a fase final do Campeonato do Mundo de 2018, que se vai realizar na Rússia, com uma derrota frente à Suíça, por 2-0, em Basileia.

Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.