sicnot

Perfil

Desporto

Malásia desiste da acusação a australianos que se despiram no GP de Fórmula 1

Malásia desiste da acusação a australianos que se despiram no GP de Fórmula 1

A Malásia desistiu da acusação feita aos nove australianos que se despiram no grande prémio de Fórmula 1 da Malásia. Os australianos, incluindo um conselheiro do governo de Camberra, foram hoje libertados depois de admitirem a culpa perante o tribunal malaio e de pedirem desculpa.

A polícia confirma que os australianos estavam a ser investigados por comportamento indecente e provocação. Podiam incorrer numa pena de prisão de mais de 2 anos ou multas avultadas.

Assim, com a acusação retirada, os australianos podem regressar a casa, livres e sem cadastro.

  • Austrália"embaraçada" com comportamento indecente de cidadãos no GP de Fórmula 1
    0:27

    Mundo

    Nove australianos, entre eles um conselheiro do governo de Camberra, foram detidos na Malásia por comportamento indecente e provocação durante as celebrações do Grande Prémio de Fórmula 1. Todos homens, entre os 25 e os 29 anos, celebraram em roupa interior a vitória do compatriota Daniel Ricciardo na periferia da capital malaia, Kuala Lumpur. As fotos e vídeos estão a circular nas redes sociais e chocaram a Malásia, um país muçulmano com leis muitos restritas sobre a exibição pública e indecência. O governo australiano já condenou o comportamento dos jovens e apelou à compreensão das autoridades malaias.

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22