sicnot

Perfil

Desporto

Pizzi e Nani presentes no último treino antes do jogo com Andorra

© Lusa

A seleção portuguesa de futebol realizou esta quinta-feira o último treino antes do duelo de sexta-feira com Andorra, do Grupo B de qualificação para o Mundial 2018. Nani trabalhou à parte dos restantes colegas de equipa, incluindo Pizzi.

O médio do Benfica foi na quarta-feira chamado aos trabalhos da formação lusa, depois do selecionador Fernando Santos ter tido a confirmação que Nani não está em condições de atuar na sexta-feira, em Aveiro, em jogo da segunda jornada do Grupo B.

Na Cidade do Futebol, em Oeiras, a presença Pizzi foi o destaque do treino, assim como Nani que, depois de dois dias a fazer recuperação no ginásio, subiu ao relvado e esteve a trabalhar com um dos fisioterapeutas da seleção nacional, à parte da restante equipa.

Nos primeiros 15 minutos, que foram abertos à comunicação social, os 20 jogadores de campo e os três guarda-redes efetuaram os habituais exercícios de aquecimento, primeiro sem bola e depois já com a presença do esférico.

No final do treino, pelas 12:00, o selecionador Fernando Santos fala aos jornalistas na conferência de imprensa de antevisão do duelo com Andorra. Depois de almoço, às 16:30, a comitiva lusa viaja para Aveiro.

Na sexta-feira, antes do apito inicial, vai ser cumprido um minuto de silêncio em memória do ex-futebolista e ex-treinador Mário Wilson, que morreu na segunda-feira aos 86 anos.

De acordo com a Federação Portuguesa de Futebol, já foram vendidos pouco mais de 20 mil bilhetes para assistir ao vivo ao Portugal-Andorra, no Estádio Municipal de Aveiro, recinto que tem capacidade para cerca de 30 mil adeptos.

O encontro está agendado para as 19:45 e terá arbitragem do austríaco Oliver Drachta.

Portugal iniciou a qualificação para a fase final do Campeonato do Mundo de 2018, que se vai realizar na Rússia, com uma derrota frente à Suíça, por 2-0, em Basileia.

Lusa

  • Polícia procura condutor da carrinha e outros dois suspeitos
    1:08
  • Negligência é a principal causa dos incêndios
    1:32

    País

    A Polícia Judiciária deteve mais dois suspeitos de fogo posto este fim de semana. Ao todo já foram detidas pelo menos 99 pessoas pelas autoridades desde o início do ano, a maioria suspeitas de agirem intencionalmente. Mas desde 1 de janeiro até meados deste mês, dos 8 mil incêndios investigados pela GNR, mais de 3.300 tiveram causa negligente. 

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.

  • Um encontro português (e inesperado) em alto mar
    2:38