sicnot

Perfil

Desporto

João Sousa lamenta oportunidades desperdiçadas no torneio de Tóquio

Esta foi a segunda presença do português nos quartos de final de um torneio ATP500, depois de ter caído nesta fase no Rio de Janeiro, em 2014.

KIYOSHI OTA / Lusa

O tenista português João Sousa lamentou esta sexta-feira ter desperdiçado as oportunidades que teve frente ao belga David Goffin, na derrota por 1-6, 7-5 e 6-2 nos quartos de final do torneio de Tóquio.

"Obviamente, estou triste por ter perdido. No primeiro 'set', entrei bem, com muito boa intensidade. Ele, se calhar, não entrou tão bem no encontro e a verdade é que a minha intensidade estava a ser superior à dele, joguei pontos muito bons. Foi um primeiro 'set' de sentido único para mim", analisou o número um nacional em declarações à sua assessoria de imprensa.

De acordo com o 34.º jogador mundial, no segundo 'set', Goffin, 14.º do 'ranking' e quinto cabeça de série do torneio japonês, começou a jogar melhor e equilibrou o encontro dos quartos de final.

"Consegui recuperar de um 'break' de desvantagem e depois tive algumas situações em que poderia ter vencido o encontro. Por duas vezes estive 0-30, não consegui aproveitar. No terceiro set, ele subiu ainda mais o nível e eu não consegui acompanhá-lo tenística e psicologicamente", reconheceu Sousa.

Esta foi a segunda presença do português nos quartos de final de um torneio ATP500, depois de ter caído nesta fase no Rio de Janeiro, em 2014.

Lusa

  • Presidente do Conselho Europeu admite divergências com Trump

    Mundo

    O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, admitiu hoje que a reunião mantida em Bruxelas com o presidente norte-americano, Donald Trump, permitiu constatar pontos de concordância em várias áreas, mas também de discordância noutras, como clima, comércio e Rússia."

  • Mourinho volta a conquistar a Europa

    Liga Europa

    O Manchester United conquistou esta quarta-feira a Liga Europa pela primeira vez. Este foi o quarto título europeu para Mourinho, depois das conquistas da Taça UEFA, em 2002/03, e da Liga dos Campeões, em 2003/04 e 2009/10.

  • Mexicana vence ultramaratona a correr de sandálias e de saia

    Desporto

    Uma mexicana venceu uma ultramaratona de 50 quilómetros a correr de saia e sandálias de borracha. María Lorena Ramírez, de 22 anos, não é atleta profissional, nem recebeu treino específico para a Ultra Trail Cerro Rojo, prova que venceu, mas pertence à tribo Tarahumara, com uma longa e invulgar tradição de excelentes corredores.

    SIC

  • Marcelo diz que a Europa precisa de paixão
    2:36
  • Protestos e violência no Rio de Janeiro
    1:08