sicnot

Perfil

Desporto

João Sousa lamenta oportunidades desperdiçadas no torneio de Tóquio

Esta foi a segunda presença do português nos quartos de final de um torneio ATP500, depois de ter caído nesta fase no Rio de Janeiro, em 2014.

KIYOSHI OTA / Lusa

O tenista português João Sousa lamentou esta sexta-feira ter desperdiçado as oportunidades que teve frente ao belga David Goffin, na derrota por 1-6, 7-5 e 6-2 nos quartos de final do torneio de Tóquio.

"Obviamente, estou triste por ter perdido. No primeiro 'set', entrei bem, com muito boa intensidade. Ele, se calhar, não entrou tão bem no encontro e a verdade é que a minha intensidade estava a ser superior à dele, joguei pontos muito bons. Foi um primeiro 'set' de sentido único para mim", analisou o número um nacional em declarações à sua assessoria de imprensa.

De acordo com o 34.º jogador mundial, no segundo 'set', Goffin, 14.º do 'ranking' e quinto cabeça de série do torneio japonês, começou a jogar melhor e equilibrou o encontro dos quartos de final.

"Consegui recuperar de um 'break' de desvantagem e depois tive algumas situações em que poderia ter vencido o encontro. Por duas vezes estive 0-30, não consegui aproveitar. No terceiro set, ele subiu ainda mais o nível e eu não consegui acompanhá-lo tenística e psicologicamente", reconheceu Sousa.

Esta foi a segunda presença do português nos quartos de final de um torneio ATP500, depois de ter caído nesta fase no Rio de Janeiro, em 2014.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.