sicnot

Perfil

Desporto

André Silva eleito atleta revelação do ano do FC Porto

O ciclista Rui Vinhas, vencedor da edição de 2016 da Volta a Portugal, vai receber o prémio Dragão de Ouro para atleta do ano do FC Porto, enquanto o futebolista André Silva foi nomeado revelação do ano, anunciou esta terça-feira o clube.

Rui Vinhas, um corredor de palmarés modesto, ganhou a Volta a Portugal de forma surpreendente ao serviço da W52-FC Porto, que se apresentava com o vencedor das duas edições anteriores, o espanhol Gustavo Veloso, segundo classificado final.

O avançado André Silva, que aos 20 anos se tornou o mais jovem jogador a conseguir um 'hat-trick' ao serviço da seleção portuguesa de futebol, vai ser distinguido como atleta revelação do ano.

O jogador, que segunda-feira marcou por três vezes na vitória de Portugal sobre as Ilhas Faroé (6-0), em jogo do Grupo B de apuramento para o Mundial2018, é um dos dois elementos da equipa de futebol na lista revelada hoje pelos 'dragões', que inclui também Danilo Pereira, eleito futebolista do ano.

No que a treinador diz respeito, o vencedor foi Luís Castro, que conduziu o FC Porto B a uma inédita conquista da II Liga de futebol na época 2015/2016.

Na cerimónia de entrega dos prémios, que terá lugar a 24 de outubro, no Coliseu do Porto, será ainda distinguida a equipa de basquetebol, que se sagrou campeã nacional na época de regresso à Liga.

Lista de galardoados:

Atleta do Ano: Rui Vinhas (Ciclismo)

Futebolista do Ano: Danilo Pereira

Jovem Atleta do Ano: Sara Filipa Pinto (Boxe)

Treinador do Ano: Luís Castro (Futebol)

Atleta de Alta Competição do Ano: Brad Tinsley (Basquetebol)

Atleta Amador do Ano: Torbjörn Blomdhal (Bilhar)

Atleta Revelação do Ano: André Silva (futebol)

Dirigente do Ano: Vítor Hugo

Funcionário do Ano: Isabel Aires

Projecto do Ano: W52-FC Porto-Porto Canal (ciclismo)

Parceiro: MEO

Casa do FC Porto Nacional: Cantanhede

Casa do FC Porto Internacional: Long Island (Estados Unidos)

Carreira: Celestino Oliveira

Recordação: Luís César

Sócio do Ano: Renato Barroso

  • Um retrato devastador do "pior dia do ano"
    2:47
  • Um olhar sobre a tragédia através das redes sociais
    3:22
  • "Estão a gozar com os portugueses, esta abordagem tem de mudar"
    6:45

    Opinião

    José Gomes Ferreira acusa as autoridades e o poder político de continuarem a abordar o problema da origem dos fogos de uma forma que considera errada. Em entrevista, no Primeiro Jornal, o diretor adjunto da SIC, considera que a causa dos fogos "é alguém querer que a floresta arda". José Gomes Ferreira sublinha que não se aprendeu com os erros e que "estão a gozar com os portugueses".

    José Gomes Ferreira

  • "Os portugueses dispensam um chefe de Governo que lhes diz que isto vai acontecer outra vez"
    6:32

    Opinião

    Perante o cenário provocado pelos incêndios, os portugueses querem um chefe de Governo que lhes diga como é que uma tragédia não volta a repetir-se e não, como disse António Costa, que não tem uma fórmula mágica para resolver o problemas dos fogos florestais. A afirmação é de Bernardo Ferrão, da SIC, que questiona ainda a autoridade da ministra da Administração Interna para ir a um centro de operações, uma vez que é contestada por toda a gente.

  • Portugal precisa de "resultados em contra-relógio, após décadas de desordenamento florestal"
    1:18
  • Jornalista que denunciou corrupção do Governo de Malta morre em explosão

    Mundo

    A jornalista Daphne Caruana Galizia, que acusou o Governo de Malta de corrupção, morreu esta segunda-feira, numa explosão de carro. O ataque acontece duas semanas depois de a jornalista maltesa recorrer à polícia, para dizer que estava a receber ameaças de morte. A morte acontece quatro meses após a vitória do Partido Trabalhista de Joseph Muscat, nas eleições antecipadas pelo primeiro-ministro, após as alegações da jornalista, que o ligavam a si e à sua mulher ao escândalo dos Panama Papers. O casal negou as acusações de que teriam usado uma offshore para esconder pagamentos do Governo do Azerbaijão.