sicnot

Perfil

Desporto

Maria Sharapova suspensa por doping participa em torneio de beneficência

A tenista russa Maria Sharapova, a cumprir uma suspensão de 15 meses por doping, regressou na segunda-feira aos 'courts' para participar num torneio de beneficência organizado pela Fundação Elton John de luta contra a Sida.

Ao lado da jovem promessa norte-americana Taylor Johnson, de 16 anos, Sharapova começou por defrontar a dupla formada pelas "reformadas" Martina Navratilova e Liezel Huber, também dos Estados Unidos.

Depois, fez equipa com o também já retirado norte-americano John McEnroe frente ao par constituído por Navratilova e Andy Roddick.

"Foi uma excelente oportunidade para ela [Taylor Johnson] e também para mim. Não estava num 'court' há algum tempo. Foi uma boa oportunidade de divertirmo-nos e dar umas boas gargalhadas", comentou a russa no final do evento.

Sharapova, de 29 anos, acusou positivo o medicamento meldonium durante o último Open da Austrália, primeiro torneio do 'Grand Slam' da temporada, logo no início do ano.

Inicialmente, Sharapova foi suspensa por dois anos pela Federação Internacional de Ténis (ITF), por ter acusado uma substância proibida desde janeiro.

A jogadora recorreu depois para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), que reduziu o castigo para 15 meses, pelo que Sharapova poderá regressar à competição em abril.

Lusa

  • DIRETO: Portuguesa entre os 14 mortos dos atentados na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das 13 vítimas mortais do atentado de ontem em Barcelona é portuguesa e há uma outra portuguesa desaparecida. Entretanto, uma pessoa morreu e cinco suspeitos foram abatidos num segundo ataque esta madrugada em Cambrils. As buscas centram-se num nome: Moussa Oukabir. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35
  • Driss Oukabir: suspeito do atentado ou vítima de roubo de identidade?
    2:40

    Ataque em Barcelona

    Um dos dois suspeitos, do ataque nas Ramblas, detidos pela polícia foi inicialmente identificado como Driss Oukabir, um homem de 28 anos. Mais tarde, um homem com o mesmo nome apresentou-se numa esquadra em Girona, a mais de 100 quilómetros do local do atropelamento afirmando que lhe tinha sido roubada a identificação. De acordo com alguma imprensa espanhola, poderá ter sido o irmão, Moussa Oukabir, um jovem de 18 anos que vive em Barcelona, como explicou também Nuno Rogeiro, comentador da SIC.

  • "O abandono provoca incêndios desta dimensão"
    0:55

    País

    O antigo vereador da Câmara de Mação José Silva acredita que a desertificação do interior também é, em parte, responsável pelos incêndios. Segundo José Silva, Mação tem cada vez menos habitantes e é por essa razão que os terrenos são deixados ao abandono.

  • Mação perdeu 80% da área florestal
    3:39
  • Ágata candidata-se à Câmara de Castanheira de Pera
    3:42