sicnot

Perfil

Desporto

Papa junta lendas do futebol para promover a paz e ajudar crianças

O argentino Diego Maradona e os brasileiros Ronaldinho e Roberto Carlos são algumas das glórias do futebol mundial que participarão na quarta-feira no evento solidário "Jogo para a Paz", no estádio olímpico de Roma, promovido pelo Papa Francisco.

O Papa Francisco, que sempre considerou o desporto um meio importante para transmissão de mensagens solidárias, destacou que é "tempo de mostrar" que "são capazes de promover a paz através do jogo", segundo os representantes da organização.

Este duelo envolve muitos jogadores que ainda estão no ativo e 'lendas' do mundo do futebol, mas, antes do confronto, os participantes serão recebidos pelo Papa Francisco, numa audiência privada, onde o sumo pontífice entregará um ramo de oliveira como um símbolo de paz.

Esta iniciativa, que vai para a terceira edição, serve para apoiar programas sociais da Fundação Scholas, angariar fundos para ajudar as vítimas do terramoto que atormentou Itália, em agosto, como programas de ajuda para crianças com deficiência.

Lusa

  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.