sicnot

Perfil

Desporto

Real Madrid relança projeto do novo Estádio com hotel integrado

Real Madrid

O Real Madrid relançou esta terça-feira o projeto de remodelação do estádio Santiago Bernabéu, que deverá começar no próximo ano e terá um custo total de 400 milhões de euros.

O clube, no qual alinham os portugueses Cristiano Ronaldo, Fábio Coentrão e Pepe, chegou a acordo com o município de Madrid, depois de no ano passado ter visto o seu projeto de remodelação do estádio chumbado por um tribunal.

Ao abrigo do acordo com o município, os merengues comprometem-se a criar um espaço ajardinado de 6.000 metros quadrados no exterior do estádio, que poderá vir a ter uma unidade hoteleira ou uma superfície comercial.

"Será uma transformação espetacular do estádio Santiago Bernabéu, que é um ícone da cidade de Madrid e do qual queremos fazer um dos melhores estádios do mundo", referiu o presidente do clube.

Segundo Florentino Perez, o estádio, que manterá os atuais 81.000 lugares, terá uma cobertura amovível e será coberto lateralmente por painéis metálicos.

O presidente invocou um acordo com o IPIC, um fundo de investimentos dos Emirados Árabes Unidos, admitindo que o estádio continuará a chamar-se Santiago Bernabéu, mas admitiu que o nome poderá ser acrescentado.

O estádio do Real Madrid, inicialmente chamado Chamartin, foi construído em 1947, e batizado em 1955 com o nome de Santiago Bernabéu, antigo presidente do clube.

Lusa

  • A inédita entrevista do príncipe Harry a Barack Obama
    0:47

    Mundo

    Foi divulgado um vídeo pouco habitual, onde aparece o príncipe Harry a entrevistar Barack Obama para um programa de rádio. A conversa foi gravada em setembro, durante um evento desportivo para militares com deficiência, e será transmitida na íntegra no dia 27 de dezembro.

  • Parlamento discute utilização de animais no circo
    2:01
  • Seis meses depois da tragédia de Pedrógão Grande
    5:55

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Assinalou-se este domingo meio ano desde que o país ficou em choque com o rasto de morte e destruição causado pelos incêndios florestais na região centro. A tragédia de Pedrogão Grande foi há precisamente seis meses. Enquanto segue a reconstrução no tempo possível e com o Natal à porta, a vida prossegue, mas não voltará a ser mesma.