sicnot

Perfil

Desporto

Pugilista Tyson Fury suspenso pela Comissão de Controlo de Boxe Britânica

© Reuters

O campeão mundial de pesos pesados Tyson Fury foi suspenso pela Comissão de Controlo de Boxe Britânica (BBBofC), após ter admitido na quarta-feira que consumia drogas ilegais, anunciou hoje aquele órgão.

A decisão foi tomada após o pugilista britânico ter admitido que consumiu cocaína para lidar com uma depressão.

Na quarta-feira, Tyson Fury anunciou que desistiu de defender os títulos de campeão do mundo de pesos pesados "com efeito imediato" para se concentrar no seu "tratamento médico e recuperação".

Na semana passada, o pugilista britânico, atual detentor dos títulos mundias do Conselho Mundial de Boxe (WBO), e da Associação Mundial de Boxe (WBA), admitiu que consumiu "muita cocaína" ao longo da vida.

Fury, de 28 anos, nunca sofreu qualquer derrota e tinha um combate agendado para 29 de outubro, no qual iria defender os títulos frente ao cazaque Wladimir Klitschko, antigo campeão, mas que já tinha sido cancelado pelo britânico por não estar em condições médicas para competir.

No final de setembro, a comunicação social norte-americana noticiou que Tyson Fury acusou cocaína num controlo realizado no dia 22 daquele mês e que iria perder os títulos WBA e WBO devido a consumo de uma substância proíbida.

Lusa

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19

    Mundo

    O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos recebeu ao início da tarde na Noruega o prémio pelo trabalho que desenvolveu junto das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, FARC. As cerimónias são este sábado e marcadas pela ausência do Nobel da Literatura, Bob Dylan.

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55

    Football Leaks

    Com o escândalo dos agentes de futebol a dar que falar, o Expresso revela este sábado os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa. O nome da empresa de que é administrador, a Energy Soccer, surge na investigação em transferências de jogadores que envolvem o Futebol Clube do Porto num conflito de interesses.