sicnot

Perfil

Desporto

Zidane assume responsabilidade pelo mau momento do Real Madrid

© Juan Medina / Reuters

O treinador do Real Madrid, o francês Zinedine Zidane, concordou esta sexta-feira com o "momento um pouco difícil" do vice-campeão espanhol de futebol, garantindo trabalhar "o melhor possível".

A senda de quatro empates consecutivos da equipa dos internacionais portugueses Pepe, Fábio Coentrão e Cristiano Ronaldo originou várias críticas a Zidane, que não deixou de se considerar o principal culpado.

"Sou o responsável pelos resultados recentes e tenho de encontrar uma solução. Talvez deva haver maior concentração e intensidade. Não sendo mágico, o mais importante é trabalhar para sair desta situação adversa", disse o técnico gaulês, em conferência de imprensa, na cidade desportiva de Valdebebas, em Madrid.

O antigo futebolista, de 44 anos, que recusou considerar-se "um grande treinador", aproveitou para afiançar que os jogadores blancos são "profissionais e estão a 100%", pelo que acredita numa nova conquista da Liga dos Campeões.

"Podemos voltar a ganhar o troféu, mas não pensarei que sou o melhor porque sou um treinador jovem, com vontade de aprender, comprometido com este grande clube e com os seus próprios problemas. A imprensa pode julgar, mas eu só tenho que continuar a trabalhar juntamente com os meus jogadores", acrescentou.

Zinedine Zidane mostrou-se ainda "seguro" de que o Real Madrid ultrapassará esta fase negativa, dado o "bom trabalho feito durante meses", assegurando que o objetivo da formação espanhola é "voltar a ter bons resultados" através de "um jogo intenso e ofensivo".

O Real Madrid, segundo classificado da primeira Liga espanhola de futebol, jogará, este sábado, no terreno do Bétis, em jogo da oitava jornada.

Lusa

  • Há companhias aéreas a contratar. TAP é uma delas
    1:28
  • Trump remarca encontro com Kim Jong-un no Twitter
    2:33

    Mundo

    A Coreia do Sul e a Coreia do Norte reuniram-se pela segunda vez em menos de um mês. Os Presidentes dos dois países dizem que estão a cooperar para que a cimeira entre Washington e Pyongyang, em Singapura, seja um sucesso. Donald Trump regressou ao Twitter para remarcar a cimeira a 12 de junho.

  • Brasil "virado do avesso" devido à greve dos camionistas
    2:27
  • Na linha do triunfo
    16:49