sicnot

Perfil

Desporto

Manchester United empata em Liverpool para a Liga inglesa

Ibrahimovic dispôs de algumas oportunidades de golo mas não foi eficaz.

© Reuters Staff / Reuters

Liverpool e Manchester United protagonizaram esta segunda-feira um jogo intenso, mas sem golos, no encerramento da oitava jornada da Premier League, o campeonato inglês de futebol.

As equipas dos dois clubes de maior palmarés em Inglaterra lutaram muito a meio campo, num jogo em que as defesas foram sempre mais fortes do que os ataques, pelo que ambas ficam 'castigadas' com um 'nulo' que as atrasa mais na prova.

O Liverpool, que poderia alcançar no topo o Manchester City e o Arsenal com 19 pontos, acaba por manter o quarto lugar, com 17. Quanto ao Manchester United, permanece em sétimo, com 14, já a cinco do topo da prova.

A grande figura do United, clube que é treinado esta época por José Mourinho, foi o guarda-redes De Gea, a negar o golo a remates de Emre Can, aos 58 minutos, e de Philippe Coutinho, aos 71.

A exibição de De Gea contrasta com o grande 'apagamento' de Zlatan Ibrahimovic, que desta vez não conseguiu 'salvar' a formação de Manchester, em que Wayne Rooney atuou na última dúzia de minutos.

Lusa

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.