sicnot

Perfil

Desporto

Tricampeão mundial de Moto GP diz que ainda "tem muito pela frente"

O espanhol venceu no domingo o Grande Prémio do Japão, numa corrida marcada pelas quedas do italiano Valentino Rossi e do espanhol Jorge Lorenzo.

© KYODO Kyodo / Reuters

O piloto espanhol Marc Márquez, que se sagrou campeão do mundo de MotoGP no domingo, no Japão, afirmou esta segunda-feira que ainda é jovem e que "tem muito pela frente".

"Estou a aprender, ainda tenho muito pela frente. Todos somos humanos e podemos tropeçar numa pedra, mas, ano após ano, nota-se a experiência, não só dentro da pista, mas também fora, disse o campeão mundial de motociclismo, de 23 anos, que ainda se vê "como um jovem".

Márquez, detentor de três títulos mundiais de MotoGP, afirmou que não foi fácil ganhar os três cetros, em quatro anos, acrescentando que o importante "é ser consistente e estar sempre nos três primeiros".

"Quando cometes um erro no princípio e ainda tens muito pela frente, isso obriga-te a arriscar mais. Mas, graças a ajuda de toda a equipa, é verdade que eu aprendi muito no ano passado", acrescentou o piloto da Honda.

Para o espanhol, a pressão "cria inseguranças, momentos de dúvidas e tensão" e "é algo que desgasta tanto a nível mental como fisicamente".

Marc Márquez confessou que "foi uma temporada muito dura", em que não se imaginava campeão, mas "quando um piloto impõe um ritmo e pressiona, faz com que os outros falhem".

O espanhol venceu no domingo o Grande Prémio do Japão, numa corrida marcada pelas quedas do italiano Valentino Rossi e do espanhol Jorge Lorenzo.

O piloto da Honda conquistou, assim, o seu quinto título mundial, depois dos trofeus erguidos em 2013 e 2014, também em Moto GP, em 2012, em Moto2, e em 2010, em 125cc.

Lusa

  • Marc Márquez revalida título de campeão mundial de Moto GP

    Desporto

    Marc Marquez revalidou o título de campeão mundial de Moto GP, apesar de ter teminado o Grande Prémio do Japão na segunda possição. Quando faltam três corridas para o final da temporada, o piloto espanhol da Honda já leva 82 pontos de avanço sobre Valentino Rossi e Dani Pedrosa, que estão empatados na segunda posição. O piloto de 21 anos é o mais jovem de sempre a conseguir dois títulos consecutivos na categoria. A corrida foi ganha por Jorge Lorenzo da Yamaha mas quem festejou mais foi Marquez.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.