sicnot

Perfil

Desporto

Frederico Morais satisfeito com vitória "incrível"

LUSA

O português Frederico Morais manifestou hoje satisfação com a vitória "incrível" na primeira ronda da etapa de Peniche do circuito mundial de surf, frente ao brasileiro Gabriel Medina, campeão do mundo em 2014 e segundo do 'ranking'.

"Foi incrível, sabia que ia ser dificílimo. O mar está difícil, ao longo do dia não temos visto muito boas pontuações, sabia que ia ser renhido, tentei gerir da melhor forma e resultou", afirmou 'Kikas', após assegurar a qualificação para a terceira eliminatória do Meo Rip Curl Portugal.

O cascalense vai estar pela terceira vez nesta fase da competição, depois de em 2013 ter eliminado o norte-americano Kelly Slater, 11 vezes campeão do mundo, na repescagem, e de no ano passado ter chegado aos quartos de final.

"Acho que todos os surfistas aqui são dificílimos, acho que a minha vantagem é não ter nada a perder. Todos têm algo a perder, seja um título mundial, um 'top 10' ou a qualificação. Eu estou aqui como convidado, a aproveitar este momento, por isso, não sei quem vou enfrentar na terceira ronda e posso relaxar um bocadinho para voltar a dar tudo", frisou.

Reconhecendo estar "mais perto" de concretizar o "sonho gigante" de integrar o circuito mundial, o português recusou apontar um adversário preferido, recorrendo à experiência familiar.

"Todos os que estão aqui são grandes surfistas, gostava de encontrar todos, será sempre um grande desafio. O meu tio [Tomaz Morais] e o meu pai sempre me disseram para respeitar os mais fortes e desconfiar dos mais fracos, acho que é o que tenho de fazer aqui em Peniche", contou.

Com a vitória no quinto 'heat', 'Kikas' relegou Medina para a repescagem, mas ainda não teve oportunidade de falar com o brasileiro.

"Não me disse nada, mas eu não estou cá para estragar a vida a ninguém, fiz o meu surf e passei. Não venho para eliminar ninguém, nem com ninguém na mira, venho para passar 'heats' e fazer o que sei fazer melhor, que é surfar", sublinhou.

No quinto 'heat' do Meo Rip Curl Pro Portugal, que hoje começou na praia de Supertubos, 'Kikas' conquistou 11,37 pontos (5,57 e 5,80), contra 9,76 (4,73 e 5,03) de Medina e 8,03 (3,90 e 4,13) de Coffin.

Além de Frederico Morais, estão também já qualificados para a terceira ronda estão o australiano Kai Otton, vencedor em Peniche em 2013, e norte-americano Kolohe Andino e o brasileiro Miguel Pupo.

O período de espera do Meo Rip Curl Pro Portugal iniciou hoje e termina a 29 de outubro.

  • SIC faz-se à estrada para ouvir eleitores
    2:13
  • Furacão Maria ameaça Ilhas Virgens e Porto Rico

    Mundo

    O furacão Maria "potencialmente catastrófico" está a ameaçar as Ilhas Virgens e o Porto Rico, depois de esta terça-feira ter semeado a destruição na Dominica e provocado um morto e dois desaparecidos na ilha francesa de Guadalupe.

  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.

  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC