sicnot

Perfil

Desporto

Frederico Morais satisfeito com vitória "incrível"

LUSA

O português Frederico Morais manifestou hoje satisfação com a vitória "incrível" na primeira ronda da etapa de Peniche do circuito mundial de surf, frente ao brasileiro Gabriel Medina, campeão do mundo em 2014 e segundo do 'ranking'.

"Foi incrível, sabia que ia ser dificílimo. O mar está difícil, ao longo do dia não temos visto muito boas pontuações, sabia que ia ser renhido, tentei gerir da melhor forma e resultou", afirmou 'Kikas', após assegurar a qualificação para a terceira eliminatória do Meo Rip Curl Portugal.

O cascalense vai estar pela terceira vez nesta fase da competição, depois de em 2013 ter eliminado o norte-americano Kelly Slater, 11 vezes campeão do mundo, na repescagem, e de no ano passado ter chegado aos quartos de final.

"Acho que todos os surfistas aqui são dificílimos, acho que a minha vantagem é não ter nada a perder. Todos têm algo a perder, seja um título mundial, um 'top 10' ou a qualificação. Eu estou aqui como convidado, a aproveitar este momento, por isso, não sei quem vou enfrentar na terceira ronda e posso relaxar um bocadinho para voltar a dar tudo", frisou.

Reconhecendo estar "mais perto" de concretizar o "sonho gigante" de integrar o circuito mundial, o português recusou apontar um adversário preferido, recorrendo à experiência familiar.

"Todos os que estão aqui são grandes surfistas, gostava de encontrar todos, será sempre um grande desafio. O meu tio [Tomaz Morais] e o meu pai sempre me disseram para respeitar os mais fortes e desconfiar dos mais fracos, acho que é o que tenho de fazer aqui em Peniche", contou.

Com a vitória no quinto 'heat', 'Kikas' relegou Medina para a repescagem, mas ainda não teve oportunidade de falar com o brasileiro.

"Não me disse nada, mas eu não estou cá para estragar a vida a ninguém, fiz o meu surf e passei. Não venho para eliminar ninguém, nem com ninguém na mira, venho para passar 'heats' e fazer o que sei fazer melhor, que é surfar", sublinhou.

No quinto 'heat' do Meo Rip Curl Pro Portugal, que hoje começou na praia de Supertubos, 'Kikas' conquistou 11,37 pontos (5,57 e 5,80), contra 9,76 (4,73 e 5,03) de Medina e 8,03 (3,90 e 4,13) de Coffin.

Além de Frederico Morais, estão também já qualificados para a terceira ronda estão o australiano Kai Otton, vencedor em Peniche em 2013, e norte-americano Kolohe Andino e o brasileiro Miguel Pupo.

O período de espera do Meo Rip Curl Pro Portugal iniciou hoje e termina a 29 de outubro.

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52