sicnot

Perfil

Desporto

Fernando Santos diz que vitória da seleção fez despertar orgulho em ser português

© Reuters Staff / Reuters

O selecionador português de futebol, Fernando Santos, considerou esta quarta-feira que a vitória no Euro 2016 fez despertar o orgulho em ser português, permitindo a muitos emigrantes a saída da concha onde viviam.

"O que mais me marcou, além da vitória, foi a seleção nacional ter proporcionado a possibilidade de todas essas pessoas (emigrantes portugueses e lusodescendentes a residir em Marcoussis) terem um enorme orgulho em ser português e de saírem da concha. Isso marcou-me muito e, seguramente, marcou o país porque quando formos por esse mundo fora, na diáspora portuguesa, vão ter sempre de levar connosco: têm sempre que dizer que Portugal foi campeão da Europa", alegou.

No dia em que se assinalam 100 dias sobre a vitória de Portugal no Campeonato Europeu, Fernando Santos foi recebido na Câmara de Resende, no norte do distrito de Viseu, onde recordou a chegada a Marcoussis, em França, em que apenas avistaram duas bandeiras portuguesas.

Tal vinha confirmar o que uma portuguesa lhe tinha dito ano e meio antes, quando procuravam um centro de estágios, de que apenas encontrariam dois ou três portugueses naquela vila com cerca de 8 mil habitantes.

"Na altura achei aquilo um bocadinho estranho, mas tinha de acreditar naquilo que a senhora dizia. Mas, com o desenrolar dos acontecimentos, quando saímos de Marcoussis, 80% das casas tinham bandeira portuguesa", referiu.

Fernando Santos congratulou-se por ver que o feito da seleção nacional fez despertar o orgulho em ser português nos nossos emigrantes, que até então preferiam ficar na concha, não assumindo que eram portugueses para evitar alguns problemas que pudessem vir a surgir.

"O que aconteceu em Marcoussis foi algo que me marcou e vai marcar inteiramente para a vida, pois tem muito a ver com este sentimento de ser português", apontou.

O selecionador português de futebol aproveitou ainda a ocasião para realçar a importância da parceria entre a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e a Escola de Futsal Os Afonsinhos, do concelho de Resende.

Neste âmbito, durante a tarde de desta quarta-feira, Fernando Santos marcará presença no Centro Escolar de S. Martinho de Mouros, fazendo-se acompanhar pelo vice-presidente da FPF Humberto Coelho e pelo antigo internacional português João Vieira Pinto, diretor da FPF.

Lusa

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Marcelo comenta comparação de Centeno a Ronaldo

    País

    O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, comentou esta quarta-feira a comparação que o ministro das Finanças alemão terá feito entre Mário Centeno e Ronaldo, considerando que "quem quer que disse isso, por uma vez não pensou mal".