sicnot

Perfil

Desporto

Maradona, acusado de fraude fiscal, diz que "não deve nada a ninguém"

O ex-futebolista argentino Diego Maradona, acusado de fraude fiscal em Itália há 25 anos, época em que jogava no Nápoles, disse hoje que "não deve nada a ninguém" e recusa pagar mais de 40 milhões de euros.

"Há mais de 25 anos, reclamam injustamente mais de 40 milhões de euros, dos quais 35 milhões de juros e multas, por alegada evasão fiscal, considerada inexistente por todos os juízes", afirmou o argentino numa entrevista ao diário italiano Corriere della Sera.

No seu projeto de orçamento para 2017, o Governo italiano introduziu uma disposição que anula juros e multas devidas por falta de pagamento de impostos, mas, questionado sobre o tema, Maradona manteve-se irredutível.

"Eu não devo nada a ninguém e, apesar de ser inocente, sou tratado como um dos piores criminosos do mundo. Eu sou o único no mundo a quem foram apreendidos brincos e relógios", disse o ex-jogador argentino, tido como um dos melhores futebolistas da história.

Maradona quer que os investigadores "estudem melhor o caso" e acrescentou que dessa forma chegariam a conclusão de que não deve "nenhum euro ao Estado".

Em 2005, Diego Maradona foi condenado pelo Supremo Tribunal de Itália ao pagamento de 37,2 milhões de euros, dos quais 23,5 milhões de juros, por dívidas ao fisco. O valor ascende agora a mais de 40 milhões.

Em 2006, o fisco italiano apreendeu ao argentino dois relógios de luxo, avaliados em 11 milhões de euros, quando se encontrava em Nápoles para um jogo de beneficência, e, em 2009, um par de brincos com brilhantes que foi leiloado por 25.000 euros.

Lusa

  • Debate quinzenal no Parlamento: veja em direto e comente

    País

    As políticas de descentralização foram o tema escolhido pelo Governo para o debate quinzenal, mas a situação na Caixa Geral de Depósitos também deve marcar os trabalhos na Assembleia da República. Acompanhe aqui a discussão e participe no Minuto a Minuto SIC/Parlamento Global.

    Direto

  • Cerca de 100 mortos e dezenas de desaparecidos após sismo na Indonésia
    1:24
  • Centro Hospitalar do Algarve deverá ser extinto em 2017
    2:10

    País

    O Centro Hospitalar do Algarve deverá ser extinto no próximo ano e depois da separação dos hospitais de Faro, Portimão e Lagos. Faro deverá passar a hospital universitário. A proposta da Administração Regional de Saúde deverá ser confirmada dentro de dias pelo ministro da Saúde.

  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.