sicnot

Perfil

Desporto

Antigo secretário-geral da FIFA envolvido na investigação ao Mundial2006

(Arquivo)

© SIPHIWE SIBEKO / Reuters

As autoridades suíças fizeram várias buscas e juntaram o ex-secretário-geral da FIFA, Urs Linsi, à lista de suspeitos no processo que investiga a atribuição do Mundial de futebol à Alemanha, em 2006.

A investigação que decorre há um ano visa quatro elementos que integravam o comité organizador do Mundial, e particularmente Franz Beckenbauer, à altura presidente do comité, por suspeita de lavagem de dinheiro.

Aos envolvidos junta-se agora o número um da FIFA à altura, e que ocupa atualmente um cargo num banco de Zurique.

O inquérito tem como origem o pagamento de 6,7 milhões de euros, em abril de 2015, pela Federação Alemã de Futebol ao então patrão da Adidas, parceira da FIFA.

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.