sicnot

Perfil

Desporto

Antigo secretário-geral da FIFA envolvido na investigação ao Mundial2006

(Arquivo)

© SIPHIWE SIBEKO / Reuters

As autoridades suíças fizeram várias buscas e juntaram o ex-secretário-geral da FIFA, Urs Linsi, à lista de suspeitos no processo que investiga a atribuição do Mundial de futebol à Alemanha, em 2006.

A investigação que decorre há um ano visa quatro elementos que integravam o comité organizador do Mundial, e particularmente Franz Beckenbauer, à altura presidente do comité, por suspeita de lavagem de dinheiro.

Aos envolvidos junta-se agora o número um da FIFA à altura, e que ocupa atualmente um cargo num banco de Zurique.

O inquérito tem como origem o pagamento de 6,7 milhões de euros, em abril de 2015, pela Federação Alemã de Futebol ao então patrão da Adidas, parceira da FIFA.

  • Suspeito de atropelamento mortal na Luz confessou que esteve no local
    0:45
  • Corrida à Agência Europeia Medicamento "não é fácil", admite Costa
    0:50

    Brexit

    António Costa confirmou a apresentação da candidatura para a transferência da agência europeia do medicamento de Londres para Portugal. À margem da cimeira extraordinário sobre o Brexit, o primeiro-ministro salientou a importância da instalação do instituto no país para reforçar a competitividade no setor