sicnot

Perfil

Desporto

Presidente da UEFA adverte que Croácia arrisca-se a "pesadas sanções"

© / Reuters

A Croácia arrisca-se a "pesadas sanções" por causa da violência e provocações neonazis dos seus 'hooligans', advertiu esta terça-feira o presidente da UEFA, o esloveno Aleksander Ceferin.

"Falei com o primeiro-ministro, Andrej Plenkovic, e com Davor Suker, o presidente da Federação Croata de Futebol (HNS), da possibilidade séria de sanções mais duras", disse à comunicação social Ceferin, que está em visita a Zagreb.

Ceferin, evocou "o problema dos adeptos, dos incidentes, que poderão terminar em pesadas sanções contra o futebol croata".

Quanto a Davor Suker, pediu por seu lado às autoridades do seu país "uma lei justa sobre o hooliganismo".

Os adeptos croatas estão entre os mais violentos do mundo e nos estádios do país são regularmente ouvidos cânticos pró-nazis e mostrados símbolos ligados ao regime colaboracionista ustachi, que governou a Croácia na II Guerra Mundial.

No Euro2016, o jogo contra a República Checa teve de ser interrompido por causa do arremesso de fumígenos por parte dos croatas.

Em junho de 2015, adeptos da seleção pintaram uma cruz suástica no terreno, antes de um jogo contra a Itália, em Split.

Com regularidade, os mais radicais entoam a saudação ustachi, 'Za dom Spremmi' - o que aconteceu sábado nas bancadas do Hajduk Split -Dinamo de Zagreb.

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.