sicnot

Perfil

Desporto

Presidente do Milan defende que atraso do avião causou "sério prejuízo desportivo" ao clube

(Arquivo)

© Aly Song / Reuters

O presidente do AC Milan considerou esta terça-feira que a equipa foi vítima de um "sério prejuízo desportivo", devido ao atraso do avião que deveria levar os milaneses para Doha, para a final da Supertaça de Itália de futebol.

Um problema técnico reteve em Londres o avião, que deveria ter voado hoje para Doha, o que deixou os 'rossoneri' em terra, em Milão.

"Fomos vítimas de um sério prejuízo desportivo. A Juventus [adversária na final] já está a relaxar ao sol e amanhã [quarta-feira] treinará com temperaturas 20º graus superiores às de Milanello [o campo de treinos do AC Milan]", frisou Adriano Galliani.

O presidente da equipa sublinhou que os milaneses só aterrarão em Doha na quarta-feira à noite, pelo que terão apenas um dia para se prepararem para a final.

O AC Milan, que perdeu com a Juventus na final da Taça de Itália da época passada, vai enfrentar os campeões de Itália na sexta-feira, na capital do Qatar.

Lusa

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Presidente do Brasil formalmente acusado de corrupção

    Mundo

    O Procurador-Geral da República do Brasil apresentou na noite de segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o Presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.

  • Reconquista de Mossul ao Daesh pode estar para breve
    1:27
  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.