sicnot

Perfil

Desporto

Benfica faz último jogo do ano na I Liga e procura repor diferença para FC Porto

MIGUEL A. LOPES

O Benfica faz esta quarta-feira o seu último jogo em 2016 na I Liga portuguesa de futebol, na receção ao Rio Ave, e procura repor os quatro pontos de avanço para o FC Porto, após a 15.ª jornada.

Os "dragões" anteciparam a sua partida desta ronda, ganhando ao Marítimo (2-1), e ficaram a um ponto dos líderes do campeonato, que vão tentar terminar o ano com quatro pontos de avanço na liderança, tendo, para isso, de vencer o Rio Ave, sexto classificado.

Após o desaire com o Marítimo (2-1), os 'encarnados' somaram duas vitórias consecutivas e jogam agora com um Rio Ave na sua melhor fase da temporada, com quatro triunfos seguidos desde a chegada de Luís Castro ao comando técnico.

O histórico de confrontos dá claro favoritismo ao Benfica, que, em 22 jogos em casa para o campeonato frente aos vila-condenses, apenas cederam quatro empates.

A partida entre Benfica e Rio Ave está marcada para as 18:00 e terá arbitragem de Rui Costa, da Associação de Futebol do Porto.

Lusa

  • O tempo para hoje
    0:56

    País

    O verão chega esta quinta-feira, dia em que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê aumento da instabilidade atmosférica com ocorrência de aguaceiros, por vezes fortes e de granizo, e trovoada.

  • Espanha e Portugal a um ponto dos oitavos

    Mundial 2018 / Irão

    A Espanha colocou-se esta quarta-feira a um ponto dos oitavos de final do Mundial 2018 e deixou Portugal em situação idêntica, ao vencer o Irão por 1-0, em jogo do grupo B, disputado em Kazan.

  • Os momentos que marcaram o 7.º dia de Mundial
    1:08
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Os momentos descontraídos dos jogadores
    1:54
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49