sicnot

Perfil

Desporto

Mónaco obrigado a pagar 11,7 milhões de euros às autoridades fiscais espanholas

Lionel Cironneau

O Mónaco foi obrigado a pagar cerca de 11,7 milhões de euros às autoridades fiscais espanholas na sequência da venda para o país ibérico dos futebolistas James Rodriguez, Ferreira Carrasco e Abdennour.

O site Mediapart, que divulgou a informação com base na plataforma digital Football Leaks, que investiga os negócios da modalidade, questionou o clube monegasco, que reconhece um "litígio em curso", mas não confirmou os valores.

"Os valores foram pagos, mas contestados. Como tal, não podemos dar mais informações", respondeu o clube treinado pelo português Leonardo Jardim.

No verão de 2015, as autoridades fiscais espanholas reclamaram 5,1 milhões de euros de imposto sobre os proveitos com a venda do belga Yannick Ferreira Carrasco ao Atlético de Madrid e do tunisiano Aymen Abdennour ao Valência.

Posteriormente, analisaram a transferência do ex-portista James Rodriguez para o Real Madrid, em 2014, situação que a Mediapart avalia num imposto a rondar os 6,6 milhões de euros.

No direito espanhol, um decreto de 1991 situa o principado do Mónaco na lista dos paraísos fiscais, pelo que o clube deve pagar um imposto de 19 por cento sobre os ganhos de capital nas vendas para Espanha.

O Football Leaks junta diversos órgãos de informação europeus em investigação sobre os negócios de futebol, tendo, entre outras coisas, denunciado alegada evasão fiscal de estrelas como Cristiano Ronaldo e José Mourinho, da Gestifute liderada por Jorge Mendes, um dos maiores agentes do mundo.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.