sicnot

Perfil

Desporto

Treinador do Nacional acredita no triunfo na receção ao Boavista

O treinador do Nacional, Manuel Machado, considerou esta quarta-feira que os resultados não têm correspondido aos desempenhos da equipa, mas espera um conjunto confiante, na quinta-feira, na receção ao Boavista, da 15.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Manuel Machado deu como exemplo o último jogo, com o Rio Ave, que, na sua opinião, não teve um resultado condizente com a prestação. "Viu-se um conjunto sempre empenhado e isso esteve tão patente que não se sabia quem era a equipa mais bem classificada", observou Manuel Machado, na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Boavista.

O treinador dos "alvinegros" assumiu que os fatores enumerados deixam a equipa muito confiante para vencer o Boavista, pedindo "uma pontinha de sorte na hora da finalização".

Instado a comentar o peso do 15.º lugar, com apenas um ponto acima do último, Machado diz que "a pressão e a ansiedade são normais", mas reconheceu "algum desconforto, que é normal, devido à classificação que não é nada normal nesta altura e nada condizente com o desempenho nos jogos".

O treinador nacionalista disse não acreditar num Boavista muito defensivo: "esta época, aquilo a que a imprensa costuma chamar autocarro (à frente da baliza) não tem sido muito visível. Isso tem a ver com os momentos do jogo e a necessidade das equipas, que, a dado momento, podem mudar para um bloco mais baixo, mas isso já não é tão visível me termos globais", destacou.

Quanto ao Boavista, Manuel Machado considera que, apesar da mudança de treinador, com a entrada de Miguel Leal para olugar de Erwin Sánchez), o perfil do jogo não se alterou. "A equipa tem momentos de jogar em bloco alto e outros em bloco baixo. É uma equipa rápida quando tem a bola e uma organização de ataque planeado em modo pautado".

Relativamente às muitas lesões na sua equipa esta época, o treinador garantiu que "os problemas continuam, mas é com os jogadores disponíveis que tem de ser encarar os jogos".

O Nacional, 15.º classificado, com 11 pontos, e o Boavista, 14.º, com 14, defrontam-se no Estádio da Madeira, no Funchal, a partir das 17:00 de quinta-feira, em jogo com arbitragem de João Pinheiro, da associação de Braga.

Com Lusa

  • IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira
    1:47

    País

    A Segurança Social está fazer mais uma inspeção total a uma IPSS, agora na Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal. A fiscalização já recolheu documentação e está agora a passar a pente fino as contas, os serviços e todos os procedimentos da Instituição.

    Investigação SIC - Hoje no Jornal da Noite

    SIC

  • "Vai custar muito a voltarmos à realidade"
    2:22
  • Ministro alemão elogia Centeno que está otimista com o futuro da Zona Euro
    1:13

    Economia

    Mário Centeno diz que a Zona Euro tem um futuro positivo pela frente e acredita que o grupo dos países do euro está alinhado num projeto comum. Declarações do novo presidente do Eurogrupo no final de um encontro com o ministro das Finanças alemão, em Berlim. Peter Altmaier deu Portugal como exemplo de sucesso e reconheceu que foi um erro dividir a Europa entre Norte e Sul durante os anos da crise.

  • Trump mentalmente apto para ser Presidente dos EUA

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos foi na semana passada sujeito aos exames médicos anuais obrigatórios. O médico oficial da Casa Branca informou esta terça-feira que Donald Trump está de "excelente" saúde, não apenas física, mas também mental. As dúvidas sobre as capacidades cognitivas de Trump ganharam força após as revelações feitas no livro "Fire and Fury: Inside the Trump White House".

    SIC

  • Quando o frio até as pestanas congela

    Mundo

    Os termómetros desceram até aos - 67º Celsius em Yakutia, 5.300 quilómetros a Este de Moscovo, na Rússia. Nesta região, os estudantes estão habituados a manter as rotinas, mesmo quando as valores chegam aos - 40º Celsius, mas esta terça-feira as autoridades encerraram escolas e aconselharam a população a ficar em casa, longe do frio que até as pestanas congela.

    SIC