sicnot

Perfil

Desporto

Presidente executivo do Bayern Munique diz que vai renovar contrato com Robben

O presidente executivo do Bayern Munique, Karl-Heinz Rummenigge, garantiu hoje que o futebolista Arjen Robben vai permanecer no clube alemão na próxima temporada, embora o holandês ainda não tenha renovado contrato.

"Ele vai ficar no Bayern de Munique. Queremos que ele fique connosco. Penso que vamos anunciar a renovação em janeiro. Estou muito otimista", disse o dirigente.

De acordo com a imprensa alemã, as negociações com o pai de Robben, que também é o seu empresário, já decorrem há algumas semanas. "Estamos no caminho certo e muito perto dos detalhes finais", afirmou Rummenigge.

Robben, de 32 anos, que chegou ao tetracampeão alemão em 2009 proveniente do Real Madrid, vê o seu contrato terminar no fim da atual temporada.

O Bayern, que está a lutar pelos títulos nacionais (Liga e Taça) e pela Liga dos Campeões, renovou recentemente com o avançado polaco Robert Lewandowski até 2021 e com o francês Franck Ribéry por um ano, até o final de 2018.

Lusa

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.