sicnot

Perfil

Desporto

Kuwait pede à FIFA suspensão da proibição das atividades desportivas locais

© Ruben Sprich / Reuters

O governo do Kuwait pediu esta sexta-feira à FIFA e ao Comité Olímpico Internacional (COI) que "suspendam temporariamente a proibição das atividades desportivas no país até que as leis locais sejam revistas", informou a agência kuwaitiana de notícias KUNA.

Em outubro do ano passado, corporações desportivas mundiais lideradas pela FIFA e pelo COI suspenderam o Kuwait, pela segunda vez desde 2010, devido a projetos de leis que violavam as leis internacionais do desporto.

No comunicado divulgado, a autoridade desportiva do emirado árabe anunciou que está a fazer "sérios e implacáveis esforços" para que a proibição seja suspensa e que o parlamento vai realizar uma reunião na próxima terça-feira para retificar as referidas leis.

Devido a esta suspensão, o Kuwait não pôde estar presente nos Jogos Olímpicos Rio2016 nem participar na qualificação para o Mundial2018 e espera agora "conseguir competir nas eliminatórias da Taça Asiática de 2019".

O deputado Abdulwahab al-Babtain disse na segunda-feira, na rede social Twitter, que o governo prometeu elaborar uma nova lei em seis meses, em conformidade com a Carta Internacional de Desporto, e que a FIFA e o COI serão convidados a comparecer no Kuwait para que a legislação seja aprovada por todas as partes envolvidas.

Lusa

  • "O PSD não é o bombeiro de serviço desta geringonça"
    1:09

    TSU

    O líder da bancada social-democrata avisa os partidos da esquerda para que tenham o caso da TSU como exemplo e não voltem a usar o PSD como muleta em situações em que não estejam de acordo com o Governo, como pode vir a acontecer com as PPP no setor da saúde. Luís Montenegro foi entrevistado esta manhã na SIC Notícias.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.