sicnot

Perfil

Desporto

Tenista Petra Kvitova recebe alta médica após operação à mão esquerda

© Damir Sagolj / Reuters

A tenista checa Petra Kvitova recebeu esta sexta-feira alta do Instituto de Cirurgia Plástica de Vysoke nad Jizerou, onde foi operada à mão esquerda, ferida na sequência do esfaqueamento de que foi vítima no assalto à sua casa.

À saída do instituto, Kvitova, 11.ª do 'ranking' mundial, disse que o especialista responsável pela intervenção, realizada na quarta-feira, "decorreu bem, sem complicações".

"Sinto-me cada vez melhor. Ontem (quinta-feira) já conseguia mexer os dedos. Foi a melhor prenda de Natal que podia ter recebido", disse a jogadora, que deverá parar cerca de seis meses.

Logo depois da operação, o porta-voz do instituto, Radek Kebrle, explicou que as fases de convalescença de Kvitova serão mais demoradas do que inicialmente previsto.

A sutura da ferida demorará 14 dias a sarar, enquanto a união dos tendões tardará seis semanas, sendo necessários mais três meses até que possa fazer movimentos bruscos com a mão esquerda.

A partir daí, de acordo com Kebrle, a bicampeã de Wimbledon (2011 e 2014) poderá começar a trabalhar a força, mas não poderá realizar esforços desportivos antes de terem passado seis meses.

Lusa

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Morreu Miguel Beleza

    País

    Miguel Beleza, economista e antigo ministro das Finanças, morreu esta quinta-feira de paragem cardio-respiratória aos 67 anos.

  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.