sicnot

Perfil

Desporto

Liverpool goleia e continua na perseguição ao topo da Liga inglesa

© Reuters Staff / Reuters

O Liverpool manteve esta terça-feira o segundo lugar do campeonato inglês de futebol, a seis pontos do líder Chelsea, após receber e golear o Stoke City, por 4-1, na 18.ª jornada da prova.

Em Anfield Road, os 'reds' somaram a terceira vitória consecutiva na 'Premier League' e impediram a aproximação de Manchester City, que tinha assumido provisoriamente o segundo posto na segunda-feira, e Arsenal.

O Liverpool até esteve em desvantagem no marcador, quando Walters abriu a contagem para o Stoke City, aos 12 minutos, mas, ainda na primeira parte, deu a volta ao jogo, com remates certeiros de Lallana, aos 35, e do brasileiro Firmino, aos 44.

Na segunda parte, a formação comandada pelo germânico Jurgen Klopp teve a preciosa ajuda de Imbula, ex-jogador do FC Porto, num lance em que o médio francês fez autogolo depois de perdido a bola infantilmente, aos 59. Praticamente na sua primeira intervenção no encontro, Sturridge fechou a contagem, aos 70.

Com este resultado, o Liverpool passou a somar 40 pontos, menos seis do que o Chelsea e mais um do que o Manchester City, terceiro classificado.

A ronda termina na quarta-feira, com o Southampton, dos portugueses Cedric e José Fonte, a receber o Tottenham, quinto posicionado.

Lusa

  • "O PSD não é o bombeiro de serviço desta geringonça"
    1:09

    TSU

    O líder da bancada social-democrata avisa os partidos da esquerda para que tenham o caso da TSU como exemplo e não voltem a usar o PSD como muleta em situações em que não estejam de acordo com o Governo, como pode vir a acontecer com as PPP no setor da saúde. Luís Montenegro foi entrevistado esta manhã na SIC Notícias.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.