sicnot

Perfil

Desporto

Anzhi despede treinador Pavel Vrba ao fim de seis meses

© Gonzalo Fuentes / Reuters

O clube de futebol Anzhi, 11.º classificado do campeonato russo, despediu o treinador, o checo Pavel Vrba, seis meses depois de o contratar, anunciou esta quinta-feira a Federação de Futebol da República Checa.

Segundo o comunicado da federação checa, o clube russo, onde joga o ex-Sporting Xandão, "mudou de mãos devido aos problemas financeiros e está a começar a vender ativos".

"Uma fonte próxima do treinador confirmou a saída de Vrba dentro das recentes medidas no clube", acrescenta a nota federativa.

Vrba, de 53 anos, assumiu o cargo no verão depois de ter sido despedido do comando da seleção checa, que saiu do Euro 2016, em França, sem qualquer vitória.

O checo, que somou cinco vitórias, cinco empates e sete derrotas no campeonato russo com o Anzhi, ganhou notoriedade à frente do Viktoria Plzen, que levou a vencer a liga checa em 2011 e 2013 e à Liga dos Campeões.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.