sicnot

Perfil

Desporto

Cristiano Ronaldo rejeitou proposta de 100 M€ de um clube chinês

© Eric Gaillard / Reuters

O capitão da seleção portuguesa de futebol, Cristiano Ronaldo, rejeitou um salário anual de cem milhões de euros proposto por um clube chinês, que ofereceu ainda 300 milhões ao Real Madrid pelo passe do jogador.

Os números foram avançados pelo empresário do avançado, o português Jorge Mendes, numa entrevista ao canal de televisão Sky Sport Itália.

"Chegou uma oferta da China de 300 milhões de euros para o Real Madrid e mais cem milhões de euros por ano para o jogador", disse Mendes, sem revelar o nome do clube.

"Mas o dinheiro não é tudo. O Real Madrid é a sua vida. O Cristiano está feliz no Real Madrid e é impossível que vá para a China", acrescentou.

Jorge Mendes disse ainda que o país asiático é um "mercado novo", que pode atrair "muitos jogadores", mas que, no caso do internacional português, é "impossível".

"O Cristiano é o melhor jogador de futebol do mundo e o melhor de sempre. É normal que tenha propostas", afirmou.

Encorajados pela ambição de Pequim em converter a China numa potência futebolística, os principais grupos privados e estatais chineses estão a investir na modalidade.

Os clubes da China rivalizam agora com as grandes equipas europeias na contratação de jogadores de topo, que têm de decidir entre contratos 'surreais' ou alinhar em campeonatos mais competitivos.

O argentino Carlos Tevez tornou-se na quinta-feira o jogador mais bem pago de sempre ao assinar pelos chineses do Shanghai Shenhua um contrato de dois anos de 80 milhões de dólares, a confirmarem-se os números não oficiais avançados pela imprensa.

Cristiano Ronaldo, que se sagrou campeão europeu com a seleção portuguesa em julho passado, conquistou este mês a quarta Bola de Ouro da sua carreira, prémio atribuído pela revista francesa France Football ao melhor futebolista do ano.

Lusa

  • GNR só teve acesso às imagens das agressões em Alcochete 12 horas depois
    1:42

    Crise no Sporting

    A GNR não pôde visionar as imagens de videovigilância da Academia de Alcochete logo que chegou ao local. O sistema estava inoperacional, o que fez com que as imagens só fossem entregues quase 12 horas depois do ataque à equipa do Sporting. Entre as provas recolhidas, estão também impressões digitais e vestígios de sangue encontrados na zona do balneário.

  • Juiz considera que agressões em Alcochete foram "ato terrorista"
    1:59

    Crise no Sporting

    O juiz que decretou a prisão preventiva dos 23 detidos pelo ataque à Academia do Sporting considera que se tratou de um ato terrorista. Diz mesmo que os agressores tiveram um comportamento chocante e que perverte o espírito desportivo. Sete dos 23 detidos já foram condenados por outros crimes, mas não chegaram a pena de prisão.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • A promessa que João Mário vai ter de cumprir se Portugal for campeão
    1:36
  • Aprovadas mudanças no acesso ao ensino superior

    País

    O Governo aprovou esta quinta-feira o decreto-lei que estabelece o currículo dos ensinos básico e secundário, bem como os princípios orientadores da avaliação, voltando a nota de Educação Física a contar para a média de acesso ao ensino superior. No caso dos alunos do ensino profissional, são eliminados requisitos considerados discriminatórios no acesso ao ensino superior.

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula
    3:30
  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC