sicnot

Perfil

Desporto

Ivanovic abandonou porque foi derrotada pelas lesões e quer "divorciar-se" do ténis

© Jacky Naegelen / Reuters

A sérvia Ana Ivanovic, que chegou a liderar o ranking mundial de ténis, admitiu que deixou a competição por se sentir física e psicologicamente incapaz, após uma sucessão de lesões, numa entrevista ao The Times, publicada este sábado.

Ivanovic, de 29 anos, anunciou na quarta-feira que abandonava o ténis por não conseguir manter-se no topo da sua forma pelas últimas lesões, deixando a modalidade depois de conquistar 15 títulos, um deles do Grand Slam, o torneio francês de Roland Garros de 2008.

"Nos últimos anos lutei sucessivamente contra as lesões. Era sempre uma batalha quando regressava, dentro e fora dos courts. Nem sempre me sentia na melhor forma", explicou Ivanovic ao jornal britânico.

Para a sérvia, o Masters feminino deste ano, em Singapura, "foi o último teste".

"Sentia, no corpo e no coração, que não devia forçar mais. Nunca é fácil deixar para trás o que amas. Preferia manter esse amor que continuar e acabar por desprezá-lo porque me magoava", disse a sérvia.

Ivanovic, que também foi finalista em Roland Garros de 2007 e Open da Austrália de 2008 e venceu dois Msters, ainda não consegue fazer uma avaliação da sua carreira.

"É difícil dizer se me superei ou fiquei abaixo das expetativas. Mesmo que olhe para trás e pense que poderia ter feito um pouco mais, tudo acontece por uma razão", admitiu.

Sobre o futuro, disse que tem apenas uma certeza, que não vai continuar ligada ao ténis, nem como treinadora.

"Agora, é altura de tentar coisas diferentes", concluiu.

Lusa

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • As polémicas do primeiro mês de Donald Trump como Presidente
    3:17
  • Deputados britânicos debatem hoje petição que desvaloriza visita de Donald Trump

    Mundo

    Os deputados britânicos debatem hoje uma petição que reclama que a futura visita de Estado do Presidente norte-americano, Donald Trump, seja reduzida a uma visita oficial, enquanto dezenas de milhares de pessoas se manifestam sobre o mesmo assunto. Dezenas de milhares de pessoas são esperadas hoje nas ruas de várias cidades do Reino Unido, em protestos organizados para coincidir com a discussão no parlamento (na Câmara dos Comuns) de uma petição 'online' que já tem quase dois milhões de subscritores.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Benefícios fiscais trouxeram a Portugal 10 mil estrangeiros em 2015

    Economia

    Os benefícios fiscais em Portugal atraíram mais de 10 mil estrangeiros no ano passado. A maioria vem com o estatuto de residente não habitual, que dá isenção total de IRS aos reformados por dez anos e 20% de isenção no imposto para profissionais que estiverem ligados a atividades de valor acrescentado como Psicologia, Investigação ou Medicina.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.