sicnot

Perfil

Desporto

Ivanovic abandonou porque foi derrotada pelas lesões e quer "divorciar-se" do ténis

© Jacky Naegelen / Reuters

A sérvia Ana Ivanovic, que chegou a liderar o ranking mundial de ténis, admitiu que deixou a competição por se sentir física e psicologicamente incapaz, após uma sucessão de lesões, numa entrevista ao The Times, publicada este sábado.

Ivanovic, de 29 anos, anunciou na quarta-feira que abandonava o ténis por não conseguir manter-se no topo da sua forma pelas últimas lesões, deixando a modalidade depois de conquistar 15 títulos, um deles do Grand Slam, o torneio francês de Roland Garros de 2008.

"Nos últimos anos lutei sucessivamente contra as lesões. Era sempre uma batalha quando regressava, dentro e fora dos courts. Nem sempre me sentia na melhor forma", explicou Ivanovic ao jornal britânico.

Para a sérvia, o Masters feminino deste ano, em Singapura, "foi o último teste".

"Sentia, no corpo e no coração, que não devia forçar mais. Nunca é fácil deixar para trás o que amas. Preferia manter esse amor que continuar e acabar por desprezá-lo porque me magoava", disse a sérvia.

Ivanovic, que também foi finalista em Roland Garros de 2007 e Open da Austrália de 2008 e venceu dois Msters, ainda não consegue fazer uma avaliação da sua carreira.

"É difícil dizer se me superei ou fiquei abaixo das expetativas. Mesmo que olhe para trás e pense que poderia ter feito um pouco mais, tudo acontece por uma razão", admitiu.

Sobre o futuro, disse que tem apenas uma certeza, que não vai continuar ligada ao ténis, nem como treinadora.

"Agora, é altura de tentar coisas diferentes", concluiu.

Lusa

  • UGT reivindica que salário mínimo ultrapasse os 600€
    0:26

    Economia

    O secretário-geral da UGT reivindica que até 2019 o salário mínimo nacional ultrapasse os 600 euros. Este sábado, num congresso distrital na Guarda, Carlos Silva considerou que o Governo tem condições para ir mais além e voltou a defender que para o próximo ano o patamar mínimo para a negociação deve ser os 585 euros.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04
  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.

  • Tony Carreira em Paris com sala cheia
    2:36

    Cultura

    O cantor Tony Carreira actuou ontem em Paris e teve sala cheia a aplaudir os temas que o tornaram conhecido há quase 30 anos. As recentes acusações de plágio não parecem afectar a popularidade do artista, que vai continuar em tournée. A Sic acompanhou o artista neste concerto.