sicnot

Perfil

Desporto

Valência acusa treinador Cesare Prandelli de arranjar desculpas para sair

© / Reuters

O conselheiro-executivo do Valência, Anil Murthy, disse este sábado que o treinador italiano Cesare Prandelli, que se demitiu na sexta-feira, queria sair e arranjou desculpas para abandonar o clube espanhol de futebol.

Em conferência de imprensa, Murthy revelou que tinha reunido na quinta-feira com o antigo selecionador de Itália para falar de contratações, mas que, um dia depois, foi surpreendido com a "decisão irrevogável" de Prandelli.

"O que fazemos? Tentamos convencê-lo? A princípio, e dada a situação delicada do Valência, pensei fazê-lo, mas quando começou a fazer muitas perguntas, mudei de ideias", explicou o responsável do clube 'che'.

Murthy não entendeu o pedido de "fazer cinco ou mais contratações de jogadores com 26 anos a uma semana da reabertura do mercado", sobretudo quando ouviu de Prandelli que "não podia fazer mais nada para melhorar a equipa".

"Quem admite que não tem soluções, que decidiu que este não é o seu desafio, que se dá por vencido depois de somar seis pontos em três meses, é porque está a arranjar desculpas para sair", considerou.

Anil Murthy reconheceu que "não havia plano alternativo" para substituir Prandelli e que foi Salvador González 'Voro', um 'homem da casa', a dar "um passo em frente" para tomar conta da equipa.

O antigo selecionador de Itália estave no Valência desde o final de setembro, ou seja cerca de três meses, e deixou a equipa em 17.º lugar na Liga, com os mesmos pontos do 18.º e primeiro da zona de descida.

Em 10 jogos oficiais, o balanço é bem negativo, com três vitórias (duas das quais na Taça), três empates e quatro derrotas.

Lusa

  • Presidente do Tondela diz que clube foi humilhado
    1:26

    Desporto

    O presidente do Tondela participou esta segunda-feira na conferência de imprensa após o jogo da 23.ª jornada da I Liga com o Sporting. Gilberto Coimbra criticou o árbitro do encontro João Capela, e diz que o tempo de compensação dado a mais foi por uma falta que não foi assinalada sobre um jogador do Tondela, Bruno Monteiro.

  • Último golo do Sporting ao Tondela "é legal e limpinho" 
    0:41

    Desporto

    Jorge Jesus entende que a vitória desta segunda-feira do Sporting frente ao Tondela não merece contestação e destaca o facto de o árbitro ter avisado os jogadores que iria prolongar o tempo extra. Para o treinador dos leões, o golo no minuto 99' é legal. 

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC