sicnot

Perfil

Desporto

Paulo Gonçalves quinto nas motos na primeira etapa do Dakar 2017

Na terça-feira, Gonçalves, que compete em Honda, teve problemas com o motor e tudo indicava que o tinha reparado, sem ter de o trocar, o que acarreta uma penalização forte, mas assim não foi entendido pela organização, o que atira o português, quarto na etapa, de terceiro da geral para oitavo.

FELIPE TRUEBA / Lusa

O português Paulo Gonçalves (Honda) terminou esta segunda-feira na quinta posição a primeira etapa das motos do Rali Dakar de todo-o-terreno, disputada entre Assunção (Paraguai) e Resistência (Argentina) e que foi vencida pelo francês Xavier de Soultrait (Yamaha).

Paulo Gonçalves precisou de 28.48 minutos para cumprir os 39 quilómetros cronometrados inaugurais da edição 2017 do Dakar, menos 28 segundos do que De Soultrait.

O gaulês gastou menos dois segundos do que o espanhol Juan Pedrero (Sherco TVS), 14 do que o norte-americano Ricky Brabec (Honda) e 18 do que o francês Michael Metge (Honda).

Joaquim Rodrigues (Hero) foi o segundo melhor português, na 16.ª posição, a 1.22 minutos, com Hélder Rodrigues (Yamaha) a ser 27.º, a 2.27, Mário Patrão (KTM) a terminar em 29.º, a 2.38, e Luís Portela de Morais (KTM) a concluir na 35.ª posição, a 3.28.

Gonçalo Reis (KTM) foi 39.ª, a 3.44 minutos do vencedor da tirada, Fausto Mota (Yamaha) acabou em 53.º, a 5.04, David Megre acabou em 55.º, a 5.07, Pedro Bianchi Prata (Honda) foi 60.º, a 5.52, e Rui Oliveira (Yamaha) terminou na 64.ª posição, a 6.22.

Na terça-feira, disputa-se a segunda etapa, entre Resistência e San Miguel de Tucumán, com um total de 803 quilómetros, dos quais 275 cronometrados.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Casa Madonna di Fatima em Roma é um lar de idosos com 9 irmãs portuguesas
    4:29

    Mundo

    A mais antiga igreja dedicada à Senhora de Fátima em Roma tem mais de 50 anos. Foi construída pelas franciscanas hospitaleiras do Imaculado Coração, uma congregação fundada em Portugal. Hoje, as religiosas portuguesas gerem um lar na mesma rua, mas o templo foi entregue a uma congregação italiana.