sicnot

Perfil

Desporto

Multas para os "grandes" e recurso negado ao FC Porto

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) aplicou multas diversas aos três "grandes" e ao Sporting de Braga, e negou provimento a um recurso do FC Porto na sua reunião de terça-feira.

Em comunicado, o órgão disciplinar dá conta de três multas aplicadas ao Sporting de Braga, com uma valor global de 4.056 euros, por entrada de material pirotécnico e comportamento incorreto do público em jogo da Taça da Liga frente ao Rio Ave.

Por motivos semelhantes, no jogo com o Feirense, o FC Porto foi punido com 3.291 euros, o Sporting e o Benfica terão de pagar 2.908 euros cada, relativos aos encontros com Varzim e Paços de Ferreira, também da Taça da Liga.

No mesmo comunicado, o CD revela ainda que foi negado provimento a um recurso do FC Porto e confirmada a aplicação de multas no valor total de 20.120 euros relativas ao clássico com o Benfica.

Noutro comunicado, o órgão disciplinar anuncia a abertura de uma processo disciplinar a um treinador, sem o identificar, por declarações sobre arbitragem, e um inquérito a propósito de notícias sobre agressões a jogadores por parte de adeptos. Ambos foram enviados à Comissão de Instrutores da Liga.

Lusa

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50