sicnot

Perfil

Desporto

Liga espanhola critica Mundial alargado e diz que Infantino "comporta-se como Blatter"

Javier Tebas, presidente da liga espanhola de futebol.

© Albert Gea / Reuters

O presidente da liga espanhola de futebol, Javier Tebas, criticou a proposta da FIFA em ampliar para 48 seleções a fase final do Mundial, aprovada hoje pelo Conselho do organismo, em entrevista ao diário francês L'Equipe.

Para Tebas, o presidente da FIFA, Gianni Infantino, "comporta-se como [Joseph] Blatter", seu antecessor, que se demitiu em 2015 após o escândalo de corrupção que abalou o organismo.

"Infantino comporta-se como Blatter, que tomava as decisões sozinho, sem se preocupar com ninguém", avaliou Tebas, acrescentando que os clubes estão "muito incomodados".

O presidente da 'LaLiga' acusa a FIFA de ter avançado com a proposta de ampliação "por razões políticas", sem ter consultado o futebol profissional, considerando que esta atitude "não é aceitável".

Para o responsável espanhol, "a indústria do futebol mantem-se graças aos clubes e às ligas e não graças à FIFA", acrescentando que "é fácil 'engordar' esta competição [o Mundial] sem pagar aos protagonistas".

"Gianni Infantino faz política. Para ser eleito, prometeu mais países no Mundial. Quer cumprir essas promessas, mas as promessas que fez ao futebol profissional não as cumpre", disse ainda Javier Tebas.

O Conselho da FIFA, órgão que substituiu o Comité Executivo, aprovou hoje, por unanimidade, o alargamento da fase final Mundial de futebol, a partir de 2026, de 32 para 48 seleções, distribuídas por 16 grupos de três equipas.

Nesta segunda reunião do novo Conselho da FIFA estavam em cima da mesa três propostas: manter o formato de 32 seleções e alargar para 40 ou 48 seleções a partir da edição de 2028.

Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.