sicnot

Perfil

Desporto

AC Milan contrata guarda-redes de 40 anos

(Arquivo)

© Giampiero Sposito / Reuters

O AC Milan contratou o guarda-redes Marco Storari, de 40 anos, que jogava no Cagliari, até 30 de junho de 2017 e será suplente do atual 'guardião', Gianluigi Donnarumma, anunciou esta quarta-feira o clube de futebol italiano.

O acordo que permitiu a Storari voltar ao AC Milan pela terceira vez, visto que já tinha jogado no clube em 2007 e na época de 2009/10, incluiu também o empréstimo do avançado brasileiro Gabriel Vasconcelos Ferreira para o Cagliari, com um contrato até ao final da temporada.

"O AC Milan comunica que adquiriu Marco Storari até 30 de junho de 2017 e que cedeu a título temporal, até ao mesmo dia, Gabriel ao Cagliari", conforme se lê no comunicado oficial publicado pela equipa italiana.

O experiente guarda-redes, que ganhou a Liga dos Campeões em 2007 com o AC Milan, atual quinto classificado da liga italiana, decidiu deixar o Cagliari, que está no 14.º lugar do campeonato, depois de ser contestado pelos adeptos.

Lusa

  • Detido dono do cão que feriu criança com gravidade

    País

    O dono do cão de raça Rottweiler que esta terça-feira feriu com gravidade uma criança de quatro anos em Matosinhos foi detido pela PSP e o animal já foi recolhido no canil municipal, informou fonte oficial da autarquia.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.