sicnot

Perfil

Desporto

Pilotos do Dakar solidários com vítimas do deslizamento de terras em Jujuy

© POOL New / Reuters

Os pilotos do Dakar 2017 solidarizaram-se esta quarta-feira com as vítimas do deslizamento de terras ocorrido na província de Jujuy, Argentina, que causou duas vítimas mortais e levou à suspensão da nona etapa desta prova todo-o-terreno.

"É uma pena que náo se possa realizar a etapa, mas isto é apenas desporto. O drama é o que vive a povoação afetada, que perdeu as suas casas e pertences", disse Nani Roma (Toyota).

Pelo menos duas pessoas morreram e um milhar teve de ser evacuado depois de um aluimento de terras em Volcán, a 1.530 quilómetros a noroeste de Buenos Aires.

A também espanhola Cristina Gutiérrez (Mitsubishi) disse sentir-se "próxima de todos os afetados", recordando que foram "anfitriões incríveis".

"Está claro que o Dakar é o evento nacional aqui e o que aconteceu é uma situação muito difícil, que ninguém merece. É algo que não esquecerão, mas oxalá que o Dakar volte e que este povo volte a ser feliz", completou.

A compatriota Laia Sanz (KTM) lamentou a suspensão da etapa, "mas era o lógico depois do que aconteceu".

Lusa

  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Sondagem prevê vitória de Basílio em Sintra e de Bernardino em Loures
    3:03
  • Menina mexicana encontrada viva sob os escombros nunca existiu
    2:24

    Mundo

    As autoridades mexicanas desmentiram a existência de uma menina de 12 anos sob os escombros da escola da capital. Frida Sofia afinal não existe e ainda ninguém assumiu quem fez circular a notícia. O sismo de magnitude 7,1 fez mais de 290 mortos e mais de 40 pessoas continuam desaparecidas.